Gênese, démarche e desenvolvimento da abordagem normativa em epistemologia

Valdirlen do Nascimento Loyolla

Resumo


O presente artigo tem como escopo principal mostrar a trajetória da abordagem normativa e suas diferentes variações temáticas diante dos mais diferentes ataques que esta tem sofrido ao longo da história da filosofia. Assim, busca-se tratar o itinerário filosófico-epistemológico acerca da abordagem normativa ou prescritiva do conhecimento desde as suas bases. A metodologia utilizada se estriba no método dialético, destacando no seio da própria abordagem normativa as diferentes concepções de normatividade e suas contraposições teóricas. A trilha metodológica utilizada centrou atenção na revisão bibliográfica de Platão, Descartes, Kant, Russell, Quine e Laudan, percorrendo as análises críticas concernentes aos aspectos epistemológicos normativos ao longo da história do conhecimento, fundamentalmente do conhecimento científico.


Palavras-chave


Epistemologia Normativa; Conhecimento Prescritivo; Normatividade no Conhecimento Científico

Texto completo:

PDF/A

Referências


BOGHOSSIAN, P. (2006). Fear of knowledge: against relativism and construtivismo. Oxford University Press, 2006.

KANT, I. (1781). Crítica da razão pura. Trad. Manuela Pinto dos Santos. Lisboa: Edição da Fundação Calouste Gulbenkian, 2001.

LAUDAN, L. (1996). Beyond positivism and relativism. Theory, method and evidence. Oxford: Westview Press, 1996.

PLATÂO. Teetetos – sobre o conhecimento, gênero comprobatório. Trad. de Carlos Alberto Nunes. Belém: Editora da Universidade Federal do Pará, 2001.




DOI: https://doi.org/10.5007/1807-1384.2019v16n2p111

Direitos autorais 2019 Revista Internacional Interdisciplinar INTERthesis

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

R. Inter. Interdisc. INTERthesis, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, eISSN 1807-1384

 

Licença Creative CommonsConteúdos do periódico licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.