A teoria histórico-cultural da atividade e a formação de habilidades motoras no contexto do ensino vivenciado de voleibol

Made Júnior Miranda, Tadeu João Ribeiro Baptista

Resumo


 

Neste texto fizemos uma reflexão sobre os pressupostos da teoria histórico-cultural da atividade e a formação das habilidades motoras no contexto do ensino vivenciado de voleibol pelos acadêmicos estagiários do DEFD/PUC-GO. Para entender melhor este contexto utilizamos a análise de documentos e a observação participante como metodologia para alcançar o objetivo geral do trabalho: Analisar se as aulas ministradas no Ensino Vivenciado do Voleibol têm contribuído para a aprendizagem teórica e a formação de habilidades motoras na perspectiva da teoria histórico cultural da atividade. Foi observado que se trata de uma atividade altamente relevante para a formação dos acadêmicos e para as crianças da comunidade, embora não siga os princípios propostos por essa teoria. Concluiu-se que cabe uma reflexão pormenorizada para entrelaçar melhor os objetivos das atividades acadêmicas com o desenvolvimento consciente das habilidades motoras por parte das crianças participantes no processo.


Palavras-chave


Educação Física; Esporte; Lazer

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8042.2011v23n37p200



R. Motriviv., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe: 2175-8042.

Os textos publicados na Revista Motrivivência estão licenciados com uma Licença Creative Commons de atribuição não comercial compartilhar igual: CC BY-NC-SA