Corpo e saúde na produção acadêmica da educação física brasileira: um estudo centrado na meia idade

Autores

  • Priscilla de Cesaro Antunes Universidade Federal de Goiás
  • Ana Márcia Silva Universidade Federal de Goiás
  • Tadeu João Ribeiro Baptista Universidade Federal de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8042.2013v25n41p176

Palavras-chave:

Corpo, Saúde, Meia-idade, Produção Acadêmica, Educação Física

Resumo

Este artigo discute as concepções de corpo e saúde com recorte no momento da vida denominado meia-idade, a partir da análise da produção disponível on line dos Programas brasileiros de Pós-Graduação Estrito Senso em Educação Física, até 2009. O processo de seleção do material empírico recuperou duas teses e dezessete dissertações, sobre as quais se utilizou o método de análise de conteúdo, com ênfase na análise temática. Os resultados indicam que as concepções de corpo e saúde caracterizam-se predominantemente por uma perspectiva reducionista e fragmentada, expressa pela exclusividade de análise anátomofisiológica e uma ênfase na doença e não na saúde.

Biografia do Autor

Priscilla de Cesaro Antunes, Universidade Federal de Goiás

Mestre em Educação Física e Professora da Faculdade de Educação Física da Universidade Federal de Goiás.

Ana Márcia Silva, Universidade Federal de Goiás

Doutora em Ciências Humanas e Professora da Faculdade de Educação Física da Universidade Federal de Goiás

Tadeu João Ribeiro Baptista, Universidade Federal de Goiás

Doutor em Educação e Professor da Faculdade de Educação Física da Universidade Federal de Goiás

Downloads

Publicado

2013-11-26