O Brasil e os megaeventos esportivos: os subsídios da política externa

Bárbara Schausteck de Almeida, Wanderley Marchi Júnior

Resumo


O contexto de realização de grandes e megaeventos esportivos no Brasil aponta para a necessidade de uma expansão na percepção das áreas da política passíveis de subsídio às discussões e análises dessa relação. Especificamente, entendemos que a Política Externa pode agregar conceitos e entendimentos à leitura dos megaeventos esportivos, quando consideramos seu caráter internacional. Assim, descrevemos o sistema internacional no século XXI para contextualizar a agenda de Política Externa brasileira no Governo Lula, realizando algumas relações entre essa agenda e a candidatura aos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016. Isso nos abre possibilidades e interpretações para os estudos do envolvimento governamental nesses eventos.


Palavras-chave


Brasil; Esporte; Eventos; Política Externa

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8042.2014v26n42p13



R. Motriviv., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe: 2175-8042.

Os textos publicados na Revista Motrivivência estão licenciados com uma Licença Creative Commons de atribuição não comercial compartilhar igual: CC BY-NC-SA