Síndrome de Burnout em estudantes universitários: um olhar sobre as investigações

Íris Dantas da Mota, Gelcemar Oliveira Farias, Rudney da Silva, Alexandra Folle

Resumo


O exagero e a exacerbação de tarefas acadêmicas, aliados à conciliação de estudo e trabalho, podem levar estudantes a apresentarem alguns sintomas da Síndrome de Burnout. Neste contexto, esta revisão de literatura visa analisar publicações que abordem a Síndrome de Burnout em estudantes universitários. Foram consultados periódicos, dissertações, teses, livros e capítulos de livro, ligados às áreas da Educação e da Educação Física, que trouxessem maiores subsídios para o estudo desta temática. As informações obtidas na literatura revelam a demanda de estudos centrados em estudantes da área da Saúde e de reflexões sobre os fatores de risco, possíveis de desencadear a Síndrome de Burnout, durante a formação inicial. O período de estágios curriculares simboliza a etapa decisiva do curso para desencadear os sintomas da síndrome, por deparar-se o futuro profissional com situações reais em que problemas, dificuldades e limitações da prática laboral ficam evidentes. 


Palavras-chave


Esgotamento profissional; Universidades; Educação Física e treinamento; Estudantes

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8042.2017v29nespp243



R. Motriviv., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe: 2175-8042.

Os textos publicados na Revista Motrivivência estão licenciados com uma Licença Creative Commons de atribuição não comercial compartilhar igual: CC BY-NC-SA