A inserção do esporte no ministério da cidadania: análise das opiniões sobre o “fim” do ministério do esporte

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8042.2019e66972

Palavras-chave:

Políticas públicas, Esporte, Educação física

Resumo

O objetivo deste estudo foi o de evidenciar, por meio da plataforma de interação socialTwitter,quais foram as opiniões referentes ao “fim” do Ministério do Esporte. A realização dessa pesquisa justifica-se pois visa contribuir para as discussões relacionadas ao novo contexto esportivo nacional e por compreender que as redes sociais estabelecem logicas diferenciadas para as discussões e configurações no mundo. Os dados foram obtidos através do levantamento dos tweets publicados na plataformae da sistematização dos mesmos em categorias de análise. Pode-se evidenciar, que as opiniões referentes ao “fim” do Ministério do Esporte concentraram-se, majoritariamente, em comentários negativos (f=41,5%, n= 44), sendo estes observados através de manifestações populares(f=2,83%, n=3) e manifestações oficiais(f=3,77%, n=4). A partir dos dados observados, pode-se identificar que o “fim” do Ministério do Esporte e a inserção do esporte no Ministério da Cidadania apresenta-se em desacordo com a opinião da amostra observada.

Biografia do Autor

Mayara Torres Ordonhes, Universidade Federal do Paraná (UFPR)

Doutoranda em Educação Física pela Universidade Federal do Paraná (UFPR)

Gustavo Elias Zaniol, Universidade Federal do Paraná (UFPR)

Mestrando em Educação Física pela Universidade Federal do Paraná (UFPR)

Emilia Devantel Hercules, Universidade Federal do Paraná (UFPR)

Doutoranda em Educação Física pela Universidade Federal do Paraná (UFPR)

Fernando Renato Cavichiolli, Universidade Federal do Paraná (UFPR)

Professor no programa de Pós-graduação em Educação Física da Universidade Federal do Paraná (UFPR)

Referências

ALVES, José Antônio Barros; PIERANTI, Octavio Penna. O Estado e a formulação de uma política nacional de esporte no Brasil. RAE-eletrônica, v. 6, n. 1, 2007.

BASTOS, Marco Toledo; RAIMUNDO, Rafael Luis Galdini; TRAVITZKI, Rodrigo. Gatekeeping Twitter: message diffusion in political hashtags. Media, Culture & Society, v. 35, n. 2, p. 260-270, 2013.

BRASIL. Decreto nº 9.674, de 2 de janeiro de 2019. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2019/decreto/D9674.htm>. Acesso em 06 de jun. de 2019.

BRASIL. Política Nacional do Esporte. Resolução nº 05/Conselho Nacional do Esporte. 14 de jun. de 2005. Disponível em: . Acesso em 06 de jun. de 2019.

BRUNDIDGE, Jennifer; RICE, Ronald. Political engagement online: do the information rich get richer and like-minded more similar. In: Andrew Chadwick; Philip Howard (orgs.). The Routledge handbook of internet politics. London: Routledge. 2008. p. 144-156.

BUENO, Luciano. Políticas públicas do esporte no Brasil: razões para o predomínio do alto rendimento. 2008. Tese de Doutorado. Disponível em: < https://bibliotecadigital.fgv.br/dspace/handle/10438/2493>. Acesso em 06 de jun. de 2019.

CENTRO ESPORTIVO VIRTUAL. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, nº 157, terça-feira, p. 128 – 132, 16 de ago. de 2005. Disponível em: <http://cev.org.br/arquivo/biblioteca/4018608.pdf>. Acesso em 06 de jun. de 2019.

DINIZ, C. C. R. Legislação Sobre o Esporte. Biblioteca Digital da Câmara dos Deputados. Brasília, 2017. p. 11 – 17. Disponível em: <http://bd.camara.gov.br/bd/handle/bdcamara/33679>. Acesso em 06 de jun. de 2019.

GERBAUDO, Paolo. Social media and populism: an elective affinity?. Media, Culture & Society, v. 40, n. 5, p. 745-753, 2018.

GIBSON, Rachel; CANTIJOCH, Marta. Conceptualizing and measuring participation in the age of the internet: is online political engagement really different to offline? The Journal of Politics, v. 75, n. 3, p. 701-716, 2013

HAFNER-FINK, Mitja.; OBLAK ČRNIČ,Tanja. Digital citizenship as multiple political participation? Predictors of digital political participation in Slovenia. Teorija in Praska. v. 51, n. 6, p. 1284-1303, 2014

INGLEHART, Ronald; WELZEL, Christian. Modernization, cultural change, and democracy: The human development sequence. Cambridge University Press, 2005.

JAVA, Akshay et al. Why we twitter: understanding microblogging usage and communities. In: Proceedings of the 9th WebKDD and 1st SNA-KDD 2007 workshop on Web mining and social network analysis. ACM, 2007. p. 56-65.

MACLEAN, Fiona et al. Understanding Twitter. British Journal of Occupational Therapy, v. 76, n. 6, p. 295-298, 2013.

NORRIS, Pippa; CURTICE, John. If you build a political web site, will they come? The internet and political activism in Britain. International Journal of Electronic Government Research, v. 2, n. 2, p. 1-21, 2006

OSER, Jennifer; HOOGHE, Marc; MARIEN, Sofie. Is online participation distinct from offline participation? A latent class analysis of participation types and their stratification. Political Research Quarterly v. 66, n. 1,p. 91-101, 2013

PENTEADO, Claudio Luis de Camargo; SANTOS, Marcelo Burgos Pimentel; ARAÚJO, Rafael de Paula Aguiar. Democracia, sociedade civil organizada e internet: estratégias de articulação online da Rede Nossa São Paulo. Sociologias, v. 16, n. 36, p. 206-235, 2014.

REEDY, Justin; WELLS, Chris. Information, the internet and direct democracy. In: Andrew Chadwick; Philip N. Howard (orgs.). The Routledge handbook of internet politics. London: Routledge, 2008. p. 144-156

REZENDE, J. R. Ministério do Esporte: Começo, meio e fim? Incentive Projetos. São Paulo, 08 de dez. de 2018. Disponível em < http://www.incentiveprojetos.com.br/noticias/?url=ministerio-do-esporte-comeco-meio-e-fim>. Acesso em 06 de jun. de 2019.

RIBEIRO, Ednaldo; BORBA, Julian; HANSEN, Jaqueline Resmini. Participação online e off-line no Brasil: relações e condicionantes. Revista do Serviço Público, v. 67, n. 4, p. 497-523, 2016

STAREPRAVO, Fernando Augusto; MEZZADRI, Fernando Marinho; MARCHI JUNIOR, Wanderley. Criação e mudanças na estrutura do Ministério do Esporte do Brasil: tensões nas definições de espaços. Revista brasileira de educação física e esporte, v. 29, n. 2, p. 217-228, 2015.

TUMASJAN, Andranik et al. Predicting elections with twitter: What 140 characters reveal about political sentiment. In: Fourth international AAAI conference on weblogs and social media. 2010.

VERGEER, Maurice. Adopting, networking, and communicating on Twitter: A cross-national comparative analysis. Social Science Computer Review, v. 35, n. 6, p. 698-712, 2017.

Downloads

Publicado

2019-09-24