A construção da memória em vida: a participação do professor Germano Bayer na história da educação física paranaense

Autores

  • Mayara Torres Ordonhes Universidade Federal do Paraná http://orcid.org/0000-0001-8014-7923
  • Bianca Gutierrez Gianatti Universidade Federal do Paraná
  • Bruna Opieco Pereira Universidade Federal do Paraná
  • Camila Gomes Silva Universidade Federal do Paraná
  • André Mendes Capraro Universidade Federal do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8042.2016v28n48p376

Resumo

A fim de compreender se a importância da construção da memória para o campo da História da Educação Física e identificar as dificuldades do pesquisador em determinar o que de fato tem valor histórico, foram analisadas fontes que remetem à Germano Bayer -  professor e pesquisador, que teve considerável influência na Educação Física paranaense. A partir do levantamento de documentos e de entrevistas realizadas com três profissionais que, em algum momento, relacionaram-se com o acervo documental criado por Bayer. Ele fez questão de registrar de diversas formas momentos impactantes da sua carreira profissional, com o objetivo de registrar a sua atuação como educador físico, deixando de legado o seu acervo às gerações futuras de profissionais de Educação Física. A relação da construção de sua memória individual com as diversas pessoas que participaram dos fatos tornou, assim, sua memória, uma memória histórica, uma memória da Educação Física.

Biografia do Autor

Mayara Torres Ordonhes, Universidade Federal do Paraná

Graduanda em Educação Física pela Universidade Federal do Paraná

Bianca Gutierrez Gianatti, Universidade Federal do Paraná

Graduanda em Educação Física pela Universidade Federal do Paraná

Bruna Opieco Pereira, Universidade Federal do Paraná

Graduanda em Educação Física pela Universidade Federal do Paraná

Camila Gomes Silva, Universidade Federal do Paraná

Graduanda em Educação Física pela Universidade Federal do Paraná

André Mendes Capraro, Universidade Federal do Paraná

Doutor em História pela Universidade Federal do Paraná com estágio pós-doutoral na Università Ca Foscari di Venezia. Professor adjunto IV da Universidade Federal do Paraná

Referências

ALBERTI, V.. Literatura e autobiografia: a questão do sujeito na narrativa. Revista Estudos Históricos, Brasil, 4, jul. 1991

ALBERTI, V. Indivíduo e biografia na história oral. Rio de Janeiro: CPDOC, 2000.

ARNS. F. Arquivo Público absorve acervo do professor Germano Bayer. Agência de Notícias do Paraná, 09 Nov. 2012. Entrevista concedida a Fernando Lopes.

AYRES, G. M. Entrevista concedida em 06/11/2013 aos autores

BAYER, G. Entrevista concedida em 2006 à TV Paulo Freire.

CZAP, A. L. Entrevista concedida em 06/11/2013 aos autores.

FREITAS, S. M. de. História oral - Possibilidades e procedimentos. São Paulo: Humanitas, 2002.

GINZBURG, C. Mitos emblemas sinais – morfologia e história. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.

HALBWACHS, M., A Memória Coletiva. 1ª Edição. Local: Centauro, 2006.

LEAL, L. A. M. Memória, rememoração e lembrança em Maurice Halbwachs. Revista Linguasagem, edição 18, 2012.

MEIHY, J. C. S. B.; HOLANDA, F. História oral: como fazer, como pensar. São Paulo: Editora Contexto, 2007.

MORO, V. L. Entrevista concedida em 18/11/2013 aos autores..

MORO, V; GODOY, L. Centros de Memória em Educação Física, Esporte e Lazer: algumas contribuições para o debate. Jundiaí: Ed. Fontoura, 2006.

MOURA, I. P. Entrevista concedida em 2006 á TV Paulo Freire.

POLLAK, M. Memória e Identidade Social. Rio de Janeiro: Estudos Históricos, vol. 5, n. 10, 1992.

SOUZA, E. C. A; CAPRARO, A. M. Preservando a memória, fazendo história relato da fundação e das experiências desenvolvidas no centro de memória do departamento de educação física da UFPR (CEMEDEF). Curitiba, Revista de História do Esporte Artigo, vol. 3, n.1, 2010.

Downloads

Publicado

2016-09-21

Edição

Seção

Porta Aberta