A construção da memória em vida: a participação do professor Germano Bayer na história da educação física paranaense

Mayara Torres Ordonhes, Bianca Gutierrez Gianatti, Bruna Opieco Pereira, Camila Gomes Silva, André Mendes Capraro

Resumo


A fim de compreender se a importância da construção da memória para o campo da História da Educação Física e identificar as dificuldades do pesquisador em determinar o que de fato tem valor histórico, foram analisadas fontes que remetem à Germano Bayer -  professor e pesquisador, que teve considerável influência na Educação Física paranaense. A partir do levantamento de documentos e de entrevistas realizadas com três profissionais que, em algum momento, relacionaram-se com o acervo documental criado por Bayer. Ele fez questão de registrar de diversas formas momentos impactantes da sua carreira profissional, com o objetivo de registrar a sua atuação como educador físico, deixando de legado o seu acervo às gerações futuras de profissionais de Educação Física. A relação da construção de sua memória individual com as diversas pessoas que participaram dos fatos tornou, assim, sua memória, uma memória histórica, uma memória da Educação Física.


Palavras-chave


Memória; Germano Bayer; Educação Física

Texto completo:

PDF/A

Referências


ALBERTI, V.. Literatura e autobiografia: a questão do sujeito na narrativa. Revista Estudos Históricos, Brasil, 4, jul. 1991

ALBERTI, V. Indivíduo e biografia na história oral. Rio de Janeiro: CPDOC, 2000.

ARNS. F. Arquivo Público absorve acervo do professor Germano Bayer. Agência de Notícias do Paraná, 09 Nov. 2012. Entrevista concedida a Fernando Lopes.

AYRES, G. M. Entrevista concedida em 06/11/2013 aos autores

BAYER, G. Entrevista concedida em 2006 à TV Paulo Freire.

CZAP, A. L. Entrevista concedida em 06/11/2013 aos autores.

FREITAS, S. M. de. História oral - Possibilidades e procedimentos. São Paulo: Humanitas, 2002.

GINZBURG, C. Mitos emblemas sinais – morfologia e história. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.

HALBWACHS, M., A Memória Coletiva. 1ª Edição. Local: Centauro, 2006.

LEAL, L. A. M. Memória, rememoração e lembrança em Maurice Halbwachs. Revista Linguasagem, edição 18, 2012.

MEIHY, J. C. S. B.; HOLANDA, F. História oral: como fazer, como pensar. São Paulo: Editora Contexto, 2007.

MORO, V. L. Entrevista concedida em 18/11/2013 aos autores..

MORO, V; GODOY, L. Centros de Memória em Educação Física, Esporte e Lazer: algumas contribuições para o debate. Jundiaí: Ed. Fontoura, 2006.

MOURA, I. P. Entrevista concedida em 2006 á TV Paulo Freire.

POLLAK, M. Memória e Identidade Social. Rio de Janeiro: Estudos Históricos, vol. 5, n. 10, 1992.

SOUZA, E. C. A; CAPRARO, A. M. Preservando a memória, fazendo história relato da fundação e das experiências desenvolvidas no centro de memória do departamento de educação física da UFPR (CEMEDEF). Curitiba, Revista de História do Esporte Artigo, vol. 3, n.1, 2010.




DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8042.2016v28n48p376



R. Motriviv., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe: 2175-8042.

Os textos publicados na Revista Motrivivência estão licenciados com uma Licença Creative Commons de atribuição não comercial compartilhar igual: CC BY-NC-SA