Letramento acadêmico e a construção de sentido nas leituras de um gênero

Autores

  • Adriana Fischer Universidade do Minho
  • Nilcéa Lemos Pelandré Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-795X.2010v28n2p569

Palavras-chave:

Leitura, Língua portuguesa-Gênero, Letramento

Resumo

O objetivo deste trabalho é caracterizar como as diferentes formas de leitura situada de um gênero contribuem para que alunos se assumam insiders em contexto acadêmico. Os dados em análise foram coletados em 2005 e 2006, em um curso brasileiro de licenciatura, através de observações participantes e de entrevistas orais. Esses dados constituem parte dos eventos nomeados reflexivo-transformativos, incluindo leitura, produção e análise linguística do gênero discursivo crônica jornalística. Esses eventos também integram o modelo dialógico dos letramentos
acadêmicos, que se reporta à construção de sentidos, à identidade, ao  poder, à autoridade e à natureza institucional do que conta como conhecimento no contexto de um curso de Letras. Por se realizar um acompanhamento longitudinal do trabalho com leitura, discutem-se dados de duas alunas, relativos ao gênero crônica, em duas disciplinas acadêmicas. Os resultados comprovam que, para as alunas, são ferramentas de poder conhecer o funcionamento de um dado domínio social, no qual se insere o gênero destinado à leitura e à produção escrita,
e desenvolver o metaconhecimento que o constitui, a fim de fazerem uso do letramento crítico e usarem os letramentos dominantes que dele fazem parte, na direção de se assumirem insiders no contexto acadêmico.

Downloads

Publicado

2010-07-14