Análise bibliométrica da pesquisa em estudos da tradução e interpretação (ETI) em nível de doutorado no Brasil

Katia Aily Franco de Camargo, Javier Franco Aixelá

Resumo


O presente artigo nasceu de uma colaboração da UFRN com o Projeto BITRA- BITRA. Bibliografia de Interpretação e Tradução(Universidade de Alicante - ES), na qual, diante da falta de dados sobre a produção acadêmica brasileira referente à tradução, procuramos dar nossa contribuição. Assim, nosso objetivo principal é traçar um panorama crítico dos Estudos da Tradução e Interpretação (ETI) no Brasil a partir de um levantamento das teses realizadas e defendidas nas Instituições de Ensino Superior brasileiras: federais, estaduais e privadas que puderam ser encontradas primeiramente no BITRA e nos repositórios institucionais, no IBICT e no repositório de teses e dissertações da CAPES. O levantamento foi feito seguindo as bases de dados referenciadas acima e a ficha de catalogação de dados do BITRA que será exposta no artigo e de acordo com as diretrizes bibliométricas. Como resultado deste processo de coleta conseguimos catalogar 374 teses de doutorado sobre ETI defendidas no Brasil, que constituirão nosso principal corpusde análise. 

 

Palavras-chave


Bibliometria; BITRA; Estudos de Tradução; Pesquisa; Teses de doutorado

Texto completo:

PDF/A

Referências


Alves, D. A. de S.; Vasconcellos, M. L. B. Metodologias de pesquisa em Estudos da Tradução: uma análise bibliométrica de teses e dissertações produzidas no Brasil entre 2006-2010. D.E.L.T.A., v. 32, n. 2, p. 375-404, 2016.

BITRA. https://dti.ua.es/en/bitra/introduction.html

Campos, G. Tradução e ruído na comunicação teatral. São Paulo: Alamo, 1982.

DOCUMENTO de área CAPES – Letras. Disponível em: https://capes.gov.br/images/documentos/Documentos_de_area_2017/41_LETR_docarea_2016.pdf. Acesso em: 11 de maio de 2018.

Frota, M. P. Um balanço dos Estudos da Tradução no Brasil. Cadernos de Tradução, v. 19, n. 1, p. 135-169, 2007.

GUIA do Estudante. São Paulo: Ed. Abril. s/d. Disponível em: https://guiadoestudante.abril.com.br/busca/?filtro=graduacao&termo=Tradutor%20e%20Intérprete. Acesso em: 18 de maio de 2018.

Igoa, R. L. Los estudios de la traducción en Brasil: entrevista al Profesor Walter Carlos Costa. Mutatis Mutantis, v. 7, n. 1, p. 223-231, 2014.

Milton, J. Editorial: Los estudios de traducción en Brasil. Mutatis Mutantis, v. 7, n. 1, p. 3-15, 2014.

Mattos, D. (Org.). A formação do tradutor em nível universitário. Brasília: Horizonte, 1980.

Pagano, A. e Vasconcellos, M. L. Estudos da Tradução no Brasil: reflexões sobre teses e dissertações elaboradas por pesquisadores brasileiros nas décadas de 1980 e 1990. J. R. Schmitz e M. A. Caltabiano (Orgs.). D.E.L.T.A., 19, Especial, 2003.

Plaza, J. Tradução intersemiótica. São Paulo: Perspectiva, 1987.

Portinho, W. (Org.). A tradução técnica e seus problemas. São Paulo: Alamo, 1983.

Rovira-Esteva, S; Franco, J. Bibliometric tools: Evolution, mapping, research funding. In: D’Hulst, L.; Gambier, Y. (Orgs.). A History of Modern Translation knowledge: Sources, concepts, effects. Holanda: John Benjamins Library, no prelo.

Vasconcellos, M. L. B. Os Estudos da Tradução no Brasil nos séculos XX e XXI: ComUNIDADE na diversidade dos Estudos da Tradução? In: Guerini, A.; Torres, M. H.; Costa, W. C. (Orgs.). Os Estudos da Tradução no Brasil nos séculos XX e XXI. Tubarão: Copiart, 2013, p. 33-50.




DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7968.2019v39n2p116



Cadernos de Tradução, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 2175-7968.