O ensino da arquivologia no Brasil: fases e influências

Autores

  • Gabrielle Francinne S. C. Tanus Universidade Federal de Minas Gerais
  • Carlos Alberto Ávila Araújo Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.5007/1518-2924.2013v18n37p83

Palavras-chave:

Cursos de Arquivologia, Campo Científico da Arquivologia, Ensino, História

Resumo

O campo científico da Arquivologia apresentou, nos últimos anos, um significativo crescimento de cursos em todo o país. Assim, esta revisão de literatura tem como objetivo resgatar a trajetória histórica do ensino da Arquivologia, com ênfase no delineamento das influências e das fases de seu ensino, desde a implantação do primeiro curso até os dias atuais. Esta nova fase em que se encontra o ensino da Arquivologia, denominada fase acadêmico-institucional, provém da diversidade de locais (departamentos/escolas/institutos) onde os cursos de Arquivologia estão abrigados e também pela proximidade com outros cursos de graduação, sobretudo de Biblioteconomia e Museologia, e de pós-graduação em Ciência da Informação. Acredita-se, portanto, que a construção da história do ensino desse campo possibilita discussões mais fecundas tanto para o seu campo epistemológico quanto para o campo curricular.

Biografia do Autor

Gabrielle Francinne S. C. Tanus, Universidade Federal de Minas Gerais

Mestranda em Ciência da Informação na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Bolsista CAPES/REUNI vinculada ao curso de Museologia. Possui graduação em Biblioteconomia (2010) pela mesma universidade.

Carlos Alberto Ávila Araújo, Universidade Federal de Minas Gerais

possui graduação em Comunicação Social pela Universidade Federal de Minas Gerais (1996), mestrado em Comunicação Social pela Universidade Federal de Minas Gerais (2000), doutorado em Ciência da Informação pela Universidade Federal de Minas Gerais (2005) e pós-doutorado pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto (2011).

Referências

BRASIL. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394.htm. Acesso em: 15 de janeiro de 2012.

BRASIL. Decreto n. 6.096, de 24 de abril de 2007. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2007/decreto/d6096.htm. Acesso em: 01 de janeiro de 2012.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional da Educação. Parecer CNE/CES n. 492/2001. Aprova as Diretrizes Curriculares Nacionais dos cursos de Arquivologia, Biblioteconomia, Ciências Sociais, Antropologia, Ciência Política e Sociologia, Comunicação Social, Filosofia, Geografia, História, Letras, Museologia e Serviço Social. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CES0492.pdf. Acesso em: 28 nov. 2012.

BOTTINO, Mariza. Panorama dos cursos de Arquivologia no Brasil: graduação e pós-graduação. Arquivos e administração, Rio de Janeiro, v.15, n.23, 1994.

BRITTO, Maria Teresa Navarro de. O ensino universitário de Arquivologia no Brasil. In: JARDIM, José Maria (Org.). A formação do arquivista no Brasil. Rio de Janeiro: UFF, 1999.

COUTURE, Carol; ROUSSEAU, Jean-Eves. Fundamentos da disciplina Arquivística. Lisboa: publicações Dom Quixote, 1998.

ESTEVÃO, Silvia Ninita de Moura; FONSECA, Vitor Manoel Marques. A França e o Arquivo Nacional do Brasil. Acervo, Rio de Janeiro, v. 23, n. 1, jan./jun.2010.

FONSECA, Maria Odila. Arquivologia e Ciência da Informação. Rio de Janeiro: FGV, 2005.

JARDIM, José Maria. A universidade e o ensino da Arquivologia no Brasil. In: _____. A formação do arquivista no Brasil. Rio de Janeiro: UFF, 1999.

LOPES, Luis Carlos. A nova Arquivística na modernização administrativa. 2 ed. Brasília: Projecto editorial, 2009

MAIA, Augusto Moreno. O processo histórico de construção do curso de Arquivologia no Brasil. Disponível em: http://www.docstoc.com/docs/22702195/1-O-PROCESSO-HIST%C3%93RICO-DE-CONSTRU%C3%87%C3%83O-DO-CURSO-DE. Acesso em: 8 set 2012.

MARQUES, Angélica Alves da Cunha. Os espaços e os diálogos da formação e configuração da Arquivística como disciplina no Brasil. 2007. 298 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) - Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade, e Ciência da Informação e Documentação, Brasília, 2007.

MARQUES, Angélica Alves da Cunha; RONCAGLIO, Cynthia; RODRIGUES, Georgete Medleg (Org.). A formação e a pesquisa em Arquivologia nas universidades públicas brasileiras. Brasília: Thesaurus, 2011. (I Reunião Brasileira de Ensino e Pesquisa em Arquivologia).

MARIZ, Anna Carla Almeida. Reformas curriculares do curso de Arquivologia da

UNIRIO: reflexões e propostas. In: VENÂNCIO, Renato; NASCIMENTO; Adalson.

Universidades e arquivos: gestão, ensino e pesquisa. Belo Horizonte: Escola de Ciência

da Informação, 2012.

MATOS, Maria Teresa Navarro de Britto. Panorama histórico da formação arquivística nas Américas. Disponível em: www.aag.org.br/anaisxvcba.pdf. Acesso em: 8 set. 2012.

RODRIGUES, Georgete Medleg; MARQUES, Angelica Alves da Cunha. A inserção da Arquivística nos cursos de pós-graduação stricto sensu no Brasil. RBPG, v.2, n.3, mar. 2005.

SANTOS, Paulo Roberto Elian dos. Arquivística no laboratório: história, teoria e métodos de uma disciplina. Rio de Janeiro: Teatral, 2010.

SILVA, Eliezer Pires da. A trajetória da Arquivologia: três visões sobre os arquivos. Revista eletrônica Documento Monumento, Mato Grosso, v. 5, n. 1, dez. 2011.

SOARES, Iaponan. José Honório Rodrigues e o desenvolvimento da Arquivística brasileira. Ágora, Santa Catarina, v. 3, n. 6, 1987.

SOUZA, Renato Tarciso Barbosa. Os desafios da formação do Arquivista no Brasil. Arquivos e administração, Rio de Janeiro, v. 8, n.1, jan./jun. 2009.

Downloads

Publicado

2013-08-13

Edição

Seção

Artigo