Manifestações populares e cidadania nas “Cidades Rebeldes” dos megaeventos esportivos

Autores

  • Mauricio Roberto da Silva Unochapecó
  • Giovani De Lorenzi Pires UFSC

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8042.2013v25n41p7

Palavras-chave:

Manifestaciones populares, Ciudades rebeldes, Deporte, Megaeventos, Políticas públicas

Resumo

O editorial procura contribuir no debate sobre as manifestações populares de junho de 2013, durante a realização da Copa das Confederações da FIFA, suas implicações para as políticas públicas das cidades e decorrências que se abrem para o campo da Educação Física, esporte e lazer. As demandas sociais dos jovens que foram às ruas eram muitas, relacionadas sobretudo à escassez de recursos e a péssima qualidade de gestão destes para o atendimento de direitos básicos da população como transporte público, saúde, educação, etc. O contraponto era a denúncia dos excessivos gastos públicos para atender às exigências da FIFA e do COI tendo em vista a realização dos megaeventos previstos para o Brasil, sem que uma política efetiva de legados sociais para as cidades-sedes tenha sido anunciada. Esses textos compõem a Seção Temática da edição, que contem ainda a seção de Artigos Originais e Porta Aberta, com ensaios e resenha.

Biografia do Autor

Mauricio Roberto da Silva, Unochapecó

Giovani De Lorenzi Pires, UFSC

Downloads

Publicado

2013-11-26