Mulher e esporte: o preconceito com as atletas de Rugby da cidade de Maringá-PR

Giovanna Xavier de Moura, Fernando Augusto Starepravo, Jeferson Roberto Rojo, Dourivaldo Teixeira, Marcelo Moraes e Silva

Resumo


Este trabalho relata os resultados de uma pesquisa, que investigou a relação entre preconceito e um grupo de mulheres que jogam Rugby na cidade de Maringá, no estado do Paraná, Brasil. Para a coleta de dados, questionamos quinze atletas por meio de entrevista semiestruturada, baseada em sete perguntas. Os resultados apontam para o fato de que essas sofrem preconceito, embora afirmem que não se incomodem e/ou perturbem com isso. Os comentários direcionados a elas são de que este é um esporte de/para homens. Concluímos também que o preconceito é oriundo principalmente de suas famílias, e as participantes sustentam que ele ocorre em resultado da falta de conhecimento adequado da modalidade esportiva.

Palavras-chave


Rugby; Mulher; Esporte; Preconceito

Texto completo:

PDF/A




R. Motriviv., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe: 2175-8042.

Os textos publicados na Revista Motrivivência estão licenciados com uma Licença Creative Commons de atribuição não comercial compartilhar igual: CC BY-NC-SA