O esporte como elemento para se pensar o Brasil, sua formação e sua contemporaneidade

Autores

  • Cristiano Mezzaroba Universidade Federal de Sergipe

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8042.2017v29nespp197

Resumo

Neste ensaio procura-se pensar o esporte como elemento cultural brasileiro e seu papel na sociedade, principalmente quando associado às movimentações político-sociais. Considerado um importante objeto social da contemporaneidade, o esporte, em especial, o futebol, a partir de seus aspectos históricos, sociológicos e antropológicos permite-nos analisar nuances que caracterizam a complexa sociedade brasileira. Assim, no texto, refletimos sobre as relações entre esporte e política, trazendo ao debate algumas análises quanto às manifestações populares ocorridas em algumas capitais brasileiras em 2013, durante a Copa das Confederações, evento-teste da FIFA para a Copa do Mundo de 2014. No exercício reflexivo realizado, constatam-se ambivalências quanto ao esporte como constituinte da formação de uma “sociedade” ou “nação” brasileira, a partir de elaborações bastante conhecidas, em torno do brasileiro cordial, da dialética da malandragem, do jeitinho brasileiro, da dialética da marginalidade e do futebol como “veneno remédio”.

Biografia do Autor

Cristiano Mezzaroba, Universidade Federal de Sergipe

Doutorando em Educação/UFSCProfessor do Departamento de Educação Física/DEF/CCBS/UFSSão Cristóvão/Sergipe/BrasilE-mail: cristiano_mezzaroba@yahoo.com.brTelefone: 48-9602-5948

Downloads

Publicado

2017-12-08

Edição

Seção

Porta Aberta