Formação continuada de professores de Educação Física: relatos de uma experiência na educação infantil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8042.2019e57354

Palavras-chave:

Educação infantil, Educação física, Formação continuada

Resumo

Este texto pretende apresentar uma experiência de formação colaborativa desenvolvida com professores de Educação Física atuantes na Educação Infantil da rede pública municipal de Cuiabá/MT, tendo como orientação o trabalho colaborativo reflexivo, na perspectiva da investigação-ação. A proposta foi desenvolvida por dez meses em quinze encontros, dos quais participaram setenta e quatro professores de Educação Física atuantes na Educação Infantil nos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEI’s), Centros Emergenciais de Educação Infantil (CEEI’s), Escolas de Educação Infantil e Escolas Municipais de Educação Básica. Os professores avaliaram a formação continuada desenvolvida apontando as dificuldades encontradas na prática pedagógica, a partir dos grupos de trabalho criados durante a formação, conseguindo sanar algumas dificuldades e dúvidas por intermédio da troca de experiências. Os professores puderam entender melhor os documentos e referenciais que permeiam o ensino na Educação Infantil, organizando os espaços e tempos pedagógicos, nos planejamentos desenvolvidos no decorrer dos encontros.

Biografia do Autor

Viviani Darolt Rabelo, Prefeitura Municipal de Cuiabá, MT Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT Departamento de Educação Física

Licenciada em educação física pela UFMT

Mestre em educação física pela UFMT

Géssica Adriana de Carvalho Lúcio, Prefeitura Municipal de Cuiabá, MT

Licenciada em educação física pela UFMT

Mestre em educação física pela UFMT

José Tarcísio Grunennvaldt, Universidade Federal de Mato Grosso

Doutor em Educação pela PUC/SP.

Professor do Curso de Educação Física da UFMT.

Professor do Programa de Mestrado em Educação e do Mestrado em Educação Física da UFMT.

Evando Carlos Moreira, Universidade Federal de Mato Grosso

Doutor em Educação Física pela UNICAMP. Professor do Curso de Educação Física da UFMT. Professor do Programa de Mestrado em Educação e do Mestrado em Educação Física da UFMT.

Referências

ALARCÃO, Isabel. A escola reflexiva. ALARCÃO, Isabel. (Org.). Escola reflexiva e nova racionalidade. Porto Alegre, RS: Artmed, 2001.

CAMILO CUNHA, António. Pós-modernidade socialização e profissão dos professores (de educação física): para uma “nova” reconceptualização. Viseu, Portugal: Vislis, 2008.

GATTI, Bernardete Angelina. Grupo focal na pesquisa em ciências sociais e humanas. Brasília, DF: Líber Livro, 2005.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2007.

IMBERNÓN, Francisco. Formação docente e profissional: formar-se para a mudança e a incerteza. 9. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

KIND, Luciana. Notas para o trabalho com a técnica de grupos focais. Psicologia em revista, Belo Horizonte, v. 10, n. 15, p. 124-36, 2004.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de metodologia científica. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

ROLDÃO, Maria do Céu. Colaborar é preciso: questões de qualidade e eficácia no trabalho dos professores. Noesis, Lisboa, Portugal, n. 71, p. 24-29, out./ dez., 2007.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. 12. ed. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 2011.

Downloads

Publicado

2019-07-30

Edição

Seção

Porta Aberta