Iniciação científica e formação de professores: um estudo sobre os trabalhos de conclusão de curso de licenciatura em Educação Física da Universidade de Brasília

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8042.2022.e83071

Palavras-chave:

metabolismo, índice de massa corpórea, obesidade, atividade física, tecido adiposo

Resumo

Inspirado pelo debate da formação em educação física e diante da necessidade de apresentar parte da realidade do curso de licenciatura da Universidade de Brasília, o artigo teve como objetivo levantar dados acerca dos Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC). Procurou-se selecioná-los entre 2016 e 2019, período que abarca a totalidade dos TCC produzidos no curso. Foram encontrados 116 trabalhos, sendo que 55,2% correspondem à temática da educação física escolar. Classificados segundo as categorias da fundamentação, intervenção e diagnóstico/descrição, os trabalhos relacionados à educação física escolar se apresentam desequilibrados, de forma que aproximadamente 70% correspondem a trabalhos de diagnóstico/descrição da realidade. Tal desequilíbrio e o pouco interesse dos estudantes no desenvolvimento por trabalhos de fundamentação teórica e de intervenção pedagógica conflitua com a tradição científica da educação física escolar de forma que tais resultados põe dúvidas sobre os vínculos dos estudantes com o foco de atuação requerido pela licenciatura. 

 

Biografia do Autor

Jonatas Maia da Costa, Universidade de Brasília - UnB Professor da Faculdade de Educação Física

Professor da Faculdade de Educação Física da UnB.

Doutor em Educação pela UnB

 

Jorge Vinícus de Sousa, Universidade de Brasília

Licenciado em Educação Física - UnB

Universidade de Brasília - UnB

Hadamo Fernandes de Souza, Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal / Professor

Mestre em Educação Física - UnB

Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal - SEEDF

Pedro Fernando Avalone de Athayde, Universidade de Brasília - Professor da Faculdade de Educação Física

Doutor em Política Social - UnB

Universidade de Brasília

Referências

BENITES, Larissa Cerignoni; SOUZA NETO, Samuel de; HUNGER, Dagmar. O processo de constituição histórica das diretrizes curriculares na formação de professores de Educação Física. Revista Educação e Pesquisa. São Paulo, v. 34, n. 2, p. 343-360, mai./ago. 2008. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ep/a/mXh465f7ZRRhRT4MG4tM57d/?lang=pt. Acesso em: 25 fev. 2022.

BRACHT, Valter; FARIA, Bruno de Almeida; ALMEIDA, Felipe Quintão de; GHIDETTI, Felipe Ferreira; GOMES, Ivan Marcelo; ROCHA, Maria Celeste; MACHADO, Thiago da Silva; ALMEIDA, Ueberson Ribeiro; MORAES, Cláudia Emília Aguiar. A educação física escolar como tema de produção de conhecimento nos periódicos da área no Brasil (1980-2010): parte I. Movimento, Porto Alegre, v. 17, n. 2, p. 11-34, abr./jun. 2011. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/Movimento/article/view/19280. Acesso em: 25 fev. 2022.

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA. Faculdade de Educação Física. Projeto Político Pedagógico do Curso de Licenciatura em Educação Física. Brasília-DF, 2011. Disponível em: https://fef.unb.br/images/PDFs/PPC_-_Licenciatura.pdf. Acesso em: 29 mai. 2021.

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA. Faculdade de Educação Física. Regimento do Trabalho de Conclusão do Curso – Licenciatura em Educação Física. Brasília-DF, 2013. Disponível em:https://fef.unb.br/images/PDFs/Licenciatura_FEF_-regimento_tcc.pdf. Acesso em: 29 mai. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. CES/CFE. Resolução nº. 03 de 16 de junho de 1987. Estabelece Diretrizes e Bases para a Formação Superior em Educação Física. Disponível em: https://crefrs.org.br/legislacao/pdf/resol_cfe_3_1987.pdf. Acesso em: 25 fev. 2022.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Resolução nº 7, de 31 de Março de 2004. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos de graduação em Educação Física, em nível superior de graduação plena. Câmara de Ensino Superior do Conselho Nacional de Educação, Brasília, 2004. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/ces0704edfisica.pdf. Acesso em: 25 fev. 2022.

BRASIL. Ministério da Educação. Resolução CP/CNE nº 2, de 1° de julho de 2015. Estabelece Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica em nível Superior, curso de Licenciatura de Graduação Plena. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/docman/agosto-2017-pdf/70431-res-cne-cp-002-03072015-pdf/file. Acesso em: 25 fev. 2022.

CASTELLANI FILHO, Lino. “A formação sitiada. Diretrizes Curriculares de Educação Física em disputa: jogo jogado? Pensar a Prática, Goiânia, v. 19, n. 4, p. 758-773, out./dez. 2016. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/fef/article/view/42256. Acesso em: 25 fev. 2022.

GAMBOA, Silvio Sánchez. Pesquisa em educação: métodos e epistemologias. Chapecó: Argos, 2012.

NOZAKI, Hajime Takeuchi. Mundo do trabalho, formação de professores e conselhos profissionais. In.: FIGUEIREDO, Zenólia Christina Campos (org.). Formação profissional em educação física e mundo do trabalho. Vitória: Gráfica da Faculdade Salesiana, 2005. p. 11-30.

OURIQUES, Nildo. Ciência e pós-graduação na Universidade brasileira. In: RAMPINELLI, Waldir José; OURIQUES, Nildo. Crítica à razão acadêmica: reflexão sobre a universidade contemporânea. Florianópolis: Insular, 2011. p. 73-107.

SAVIANI, Dermeval. O dilema produtividade-qualidade na pós-graduação. Nuances: estudos sobre Educação. Presidente Prudente, Ano XVII, v. 17, n. 18, p. 32-49, jan./dez. 2010. Disponível em: https://revista.fct.unesp.br/index.php/Nuances/article/view/723. Acesso em: 25 fev. 2022.

SAVIANI, Dermeval. Formação de professores no Brasil: dilemas e perspectivas. Poíesis Pedagógica, Catalão, v. 9, n. 1, p.7-19, jan./jun. 2011. Disponível em: https://revistas.ufg.br/index.php/poiesis/article/view/15667. Acesso em: 25 fev. 2022.

SINGER, André. O lulismo em crise: um quebra-cabeça do período Dilma (2011-2016). São Paulo: Companhia das Letras, 2018.

SOUZA NETO, Samuel de; ALEGRE, Atilio de Nardi; HUNGER, Dagmar; PEREIRA, Juliana Martins. A formação profissional de educação física no Brasil: uma história sob a perspectiva da legislação federal do século XX. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Campinas, v. 25, n. 2, p.113-128, jan. 2004. Disponível em: http://revista.cbce.org.br/index.php/RBCE/article/view/230. Acesso em: 25 fev. 2022.

TAFFAREL, Celi Zulke. Formação de Professores de Educação Física: Diretrizes para a Formação Unificada, Kinesis, Santa Maria, v. 30, n. 1, p. 95-133, jan./jun. 2012. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/kinesis/article/view/5726. Acesso em: 25 fev. 2022.

TAFFAREL, Celi Zulke; LACKS, Solange. Diretrizes curriculares: proposições superadoras para a formação humana. In.: FIGUEIREDO, Zenólia Christina Campos (org.). Formação profissional em educação física e mundo do trabalho. Vitória: Gráfica da Faculdade Salesiana, 2005. p. 89-110.

TAFFAREL, Celi Zulke; LACKS, Solange; SANTOS JR, Cláudio de Lira. Formação de Professores de Educação Física: Estratégias e Táticas, Motrivivência, Florianópolis, n. 26, p. 89-111, jun. 2006. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/motrivivencia/article/view/681. Acesso em: 25 fev. 2022.

TOJAL, João Batista Andreotti Gomes. Diretrizes curriculares para o bacharelado em educação física: novos rumos. Revista da Educação Física/UEM, Maringá, v. 14, n. 2, p. 105-112, 2. sem. 2003. Disponível em: https://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/3473/2488. Acesso em: 25 fev. 2022.

TOJAL, João Batista Andreotti Gomes. Diretrizes Curriculares: Um pouco de História. Revista E.F., Ponto de Vista. Confef, Rio de Janeiro, n. 12, p. 16-18, mai. 2004. Disponível em: https://www.confef.org.br/confef/comunicacao/revistaedf/3520. Acesso em: 25 fev. 2022.

VAZ, Alexandre Fernandes. Aprender a produzir e mediar conhecimentos: um olhar sobre a prática de ensino de Educação Física. Motrivivência, Florianópolis, Ano XI, n.13, p.11-34, nov. 1999. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/motrivivencia/article/view/14353. Acesso em: 25 fev. 2022.

VAZ, Alexandre Fernandes. Regulamentação da "Profissão": desejos e mal-estares. Movimento, Porto Alegre, v. 7, n. 14, p.20-27, nov. 2001. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/Movimento/article/view/2604. Acesso em: 25 fev. 2022.

VAZ, Alexandre Fernandes. Sobre a relação ensino-pesquisa na formação inicial em educação física. Motrivivência, Florianópolis, Ano XX, n. 30, p. 76-90, jun. 2008. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/motrivivencia/article/view/2175-8042.2008n30p76. Acesso em: 25 fev. 2022.

VERONEZ, Luiz Fernando Camargo; LEMOS, Lovane Maria; MORSCHBACHER, Márcia; BOTH, Vilmar José. Diretrizes curriculares da Educação Física: reformismo e subordinação ao mercado no processo de formação. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Florianópolis, v. 35, n. 4, p.809-823, out./dez. 2013. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbce/a/wkkJFWrtJcD4k7Spnpwgwhh/abstract/?lang=pt. Acesso em: 25 fev. 2022.

Downloads

Publicado

2022-03-11

Edição

Seção

Artigos Originais