A emergência das práticas esportivas na cidade de Blumenau - SC (1910-1920)

um olhar sobre futebol e o remo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8042.2021.e84461

Palavras-chave:

Antropometria, índice de massa corporal, estudos de validação, estado nutricional

Resumo

Nas primeiras décadas do século XX, emergiram na cidade de Blumenau novas formas de investimento sobre a vida dos indivíduos e que resultaram em novas possibilidades e usos do corpo. Entre estas novidades se encontravam as práticas esportivas. Sendo assim, o presente artigo teve como objetivo analisar as primeiras práticas esportivas desenvolvidas e sistematizadas em Blumenau. As fontes de pesquisa utilizadas foram os jornais e as fotografias coletadas no Arquivo Histórico Municipal José Ferreira da Silva. Os resultados indicam que o esporte foi sendo desenvolvido e ressignificado ao longo do período analisado, mostrando-se como um fenômeno complexo. De uma prática presente secundariamente no interior da associação ginástica no começo do século XX, em aproximadamente duas décadas o esporte ganhou um novo significado. A título de conclusão, aponta-se que o esporte contribuiu para o afastamento da relação entre corpo, exercício e etnicidade alemã na cidade de Blumenau

Biografia do Autor

Heitor Luiz Furtado, Professor do departamento de Educação Física da Fundação Universidade Regional de BlumenauMestre em Educação pela Universidade do Vale do ItajaíGraduado em Educação Física pela Fundação Universidade Regional de Blumenau

Possui Licenciatura Plena em Educação Física pela Fundação Universidade Regional de Blumenau FURB (2009). Mestre em Educação pela Universidade do Vale Do Itajaí UNIVALI (2012). Doutor em Educação Física pela Universidade Federal do Parará - UFPR na linha de pesquisa Esporte, Lazer e Sociedade. Coordenador do Curso de Educação Física da Universidade do Vale do Itajaí - UNIVALI e Apoio Pedagógico da Escola de Ciências da Saúde - ECS, também pela Universidade do Vale do Itajaí - UNIVALI. Possui experiência na Educação Básica, no Ensino Superior e em ambientes não formais de ensino, direcionando seus estudos para a área da História da Educação Física e do Esporte, Epistemologia da Educação Física, Pedagogia do Esporte e Futebol e Futsal.

Marcelo Moraes e Silva, UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ

Possui graduação em Educação Física. Mestrado em Educação pela Universidade Federal do Paraná. Doutorado em Educação na Universidade Estadual de Campinas. Professor Adjunto do Departamento de Educação Física da Universidade Federal do Paraná, ministrando aulas na graduação e no Programa de Pós-Graduação em Educação Física (Linha de Pesquisa Aspectos Socioculturais do Esporte e do Lazer) e do Programa de Pós-Graduação em Educação (Linha de Pesquisa História e Historiografia da Educação) da mesma universidade. É um dos Editores Chefes do The Journal of the Latin American Socio-cultural Studies of Sport (ALESDE). Associado a Société Française D?Histoire du Sport (SFHS), European Committee for the History of Sports (CESH) e Asociación Latinoamericana de Estudios Socioculturales del Deporte (ALESDE). Atua principalmente nos seguintes temas de investigação: História do Corpo; História da Educação; História da Educação Física e do Esporte

Evelise Amgarten Quitzau, Universidad de la Republica Uruguay Instituto Superior de Educación Física

É formada em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas (2008), mestre em Educação Física - área de concentração Educação Física e Sociedade, pela mesma instituição (2011) e doutora em Educação pela Unicamp (2016). Docente do curso de Licenciatura em Educação Física e do Programa de Mestrado em Educação Física do Instituto Superior de Educación Física, da Universidad de la República, Uruguai, e é pesquisadora Nivel 1 do Sistema Nacional de Investigadores da Agencia Nacional de Investigación e Innovación (SNI/ANII). Dedica-se a pesquisas relacionadas à história da educação e da educação física, a partir de perspectivas regionais e à história da ginástica alemã e da imigração nas primeiras décadas do século XX no Brasil. Recebeu bolsa Fapesp no mestrado e no doutorado, tendo sido também contemplada com bolsa BEPE/Fapesp para realização de estágio de pesquisa junto à Westfälische-Wilhelms Universität Münster/Alemanha, no ano de 2013. É associada à International Society for the History of Physical Education and Sport (ISHPES); ao European Committee for Sports History (CESH); à Sociedade Brasileira de História da Educação (SBHE) e ao Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte (CBCE).

Referências

ASSMANN, Alice. Beatriz. O associativismo esportivo em Santa Cruz do Sul/Rio Grande do Sul: Configurações de práticas culturais (da década de 1880 à década de 1910). Dissertação (Mestrado)– Escola de Educação Física, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2015.

ASSMANN, Alice Beatriz.; MAZO, Janice. Zarpellon.; SILVA, Carolina Fernandes. Sport: uma concepção emergente no jornal Kolonie. 2017.

BLUMENAU EM CADERNOS. Fundação Cultural de Blumenau. Tomo III, n.2, p. 77. 1960.

BORGES, Maury. Grande. Remando nas Águas da História: As heróicas conquistas do Remo de Santa Catarina 1861-2002. Florianópolis: Imprensa Oficial do Estado de Santa Catarina, 2002.

BROWN, Mattew. Cycling in South America, 1880-1920. Anuario Colombiano de Historia Social y de la Cultura, v. 48, n. 1, p. 287-325, 2021.

DIAS, Douglas. Cunha.; SOARES, Carmen. Lucia. Entre velas, barcos e braçadas: Belém no reflexo das águas (do final do século XIX à década de 1920). ProjetoHistória, n. 49, p. 165-196, 2014.

FERREIRA, Sergio Luiz. O banho de mar na ilha de Santa Catarina. Florianópolis: Ed. Das Águas, 1998.

FURTADO, Heitor. Luiz. A constituição da cultura física em Blumenau (1859-1920): imigração, associativismo e educação do corpo. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Educação Física, Universidade Federal do Paraná, 2021.

FURTADO, Heitor. Luiz.; QUITZAU, Evelise. Amgarten.; MORAES E SILVA, Marcelo. Blumenau e seus imigrantes: apontamentos acerca da emergência de uma cultura física (1850-1899). Movimento, v.24, n. 2, p. 665-676, 2018.

GERLACH, Gilberto. Schmith.; KADLETZ, Bruno. Kilian.; MARCHETTI, Marcondes. A Colônia Blumenau no Sul do Brasil. São José: Clube de Cinema Nossa Senhora do Desterro, 2019.

GUTTMANN, Allen. From ritual to record: the nature of modern sports. New York: Columbia University, 1978.

HOFFMANN, Maria. Luisa; MELO, Michele. O uso da fotografia na preservação da história dos clubes de caça e tiro de Blumenau. Linguagens –Revista de Letras, Artes e Comunicação, v. 8, n. 2, p. 168-184, mai./ago. 2014.

KIRK, David. Physical culture, Physical education and relational analysis. Sport, education and society, v. 4, n. 1, pp 63-73, 1999.

KRÜGER, Michael. The history of German sports clubs: Between integration and emigration. International Journal of the History of Sport, v. 30, n. 14, p. 1586-1603, 2013.

LOUDCHER, Jean-François. Processo civilizador e transformações sociais: uma análise das teorias elisianas em relação às ciências sociais do esporte. História: Questões & Debates, v. 68, n. 2, p. 14-36, 2020.

LUCENA, Ricardo. Esporte na cidade: aspectos do esforço civilizador brasileiro. Campinas: Autores Associados, 2001.

MACHADO, Ricardo. De Colônia a Cidade: Propriedade, mobilidade e ordem pública em Blumenau de fins do século XIX. Florianópolis, 179f. Dissertação (Mestrado em História Cultural)– Universidade Federal de Santa Catarina, 2007.

MEDEIROS, Daniele. Cristina. Carqueijeiro. Entre esportes, divertimentos e competições: a cultura física nos rios Tietê e Pinheiros (São Paulo, 1899-1949). Tese (Doutorado)– Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação, Campinas, SP, 2021.

MEDEIROS, Daniele. Cristina. Carqueijeiro; QUITZAU, Evelise. Amgarten.; MORAES E SILVA, Marcelo. A Travessia de São Paulo à Nado (1924-1944) e o processo de esportivização aquática paulistana. História: Questões e Debates, v.68, n.2, p.77-95, 2020.

MELO, Victor. A. Cidade Sportiva: primórdios do esporte no Rio de Janeiro. Faperj: Rio de Janeiro, 2001.

MERKEL, Udo. The Politics of Physical Culture and German Nationalism: Turnen versus English Sports and French Olympism, 1871-1914. German Politics and Society, v. 21, n. 2, p. 69-96, 2003.

MORAES E SILVA, Marcelo. Novos modos de olhar outras maneiras de se comportar: a emergência do dispositivo esportivo da cidade de Curitiba (1899-1918). Tese (Doutorado) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, 2011.

MORAES E SILVA, Marcelo.; QUITZAU, Evelise. Amgarten.; SOARES, Carmen. Lucia. Práticas educativas e de divertimento junto à natureza: a cultura física em Curitiba (1886-1914). Educação em Pesquisa, São Paulo, v. 44, e178293, 2018.

MORAES E SILVA, Marcelo; QUITZAU, Evelise. Amgarten. A cultura física na cidade de Curitiba: a emergência de uma pedagogia corporal (1899-1909). Revista Ciencias Sociales, v.27, n.40, 2018.

MORAES E SILVA, Marcelo. Similitudes y diferencias en la historiografía del deporte en Brasil y Francia: un diálogo con “Histoire du sport” de Thierry Terret. Anuario de la Escuela de Historia, n. 33, p. 8, 2020.

MUSA, Catharina. Ulian.; MEDEIROS, Daniele. Cristina. Carqueijeiro.; SOARES, Carmen. Lucia. “Moços intrépidos ao leo da aventura”: o Clube Campineiro de Regatas e Natação e a vida ao ar livre (1918-1935). Movimento, v.27, e2704, 2021.

NAMAN, Maira.; FURTADO, Heitor. Luiz.; MORAES E SILVA, Marcelo. Entre o rio e o mar: espaços de educação do corpo na cidade de Itajaí (1895-1920). Conexões, v. 18, 2020.

PETRY, Sueli. Maria. Vanzuita. Os clubes de caça e tiro na região de Blumenau: 1859-1981. Blumenau: Fundação Casa Dr. Blumenau, 1988.

QUITZAU, Evelise. Amgarten. Associativismo ginástico e imigração alemã no sul e sudeste do Brasil (1858-1938). Tese (Doutorado)– Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, 2016.

QUITZAU, Evelise. Amgarten. Associativismo ginástico e escotismo no Rio Grande do Sul (1913-1934). História da Educação, v. 23, 2019a.

QUITZAU, Evelise. A. Sport in Uruguay at the Beginning of the Twentieth Century: A Perspective from the Countryside. The International Journal of the History of Sport, v. 36, n. 11, p. 982-997, 2019b.

QUITZAU, Evelise. Amgarten. A Local History of Physical Culture in Uruguay: Horseracing and Football Outside Montevideo. The International Journal of the History of Sport, p. 1-18, 2021.

QUITZAU, Evelise. Amgarten.; SOARES, Carmen. Lucia. O ideário de vida ao ar livre nas sociedades ginásticas teutobrasileiras (1880-1938). Pro-Posições, v. 30, Apr 18, 2019.

REGGIANI, Andrés. Horacio. Cultura física, performance atlética e higiene de la nación. El surgimiento de la medicina deportiva en Argentina (1930-1940). História Crítica, n. 61, p. 65-84, 2016.

SCHARAGRODSKY, Pablo. Ariel. Introducción: Miradas médicas sobre la “cultura física” en Argentina (1880-1970). Buenos Aires: Editorial Prometeo, p. 9-12, 2014.

SEYFERTH, Giralda. Imigração e cultura no Brasil. Brasília: Editora UnB, 1990.

SEYFERTH, Giralda. “A identidade teuto-brasileira numa perspectiva histórica”. In: MAUCH, Claudia.; VASCONCELOS, Naira. (Orgs). Os Alemães no sul do Brasil: cultura, etnicidade, história. Canoas: Ed. ULBRA, 1994.

SEYFERTH, Giralda. A ideia de cultura teuto-brasileira: literatura, identidade e os significados da etnicidade. Horizontes Antropológicos, v. 22, p. 149-197, 2004.

SILVA, Caroline. Fernandes.; MAZO, Janice. Zarpellon.; TAVARES, Otávio. O estabelecimento dos esportes náuticos no Rio Grande do Sul na primeira década do século XX: entre o ruder e o remo. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, v. 10, n. 1, p. 24-31, 2018.

SOARES, Carmen. Lucia. Educação do corpo (verbete). In. GONZÁLEZ, Fernando. Jaime.; FENSTERSEIFER, Paulo. Evaldo. (orgs). Dicionário crítico de Educação Física. Ijuí: Unijuí, p. 219-225, 2014.

TERRET, Thierry. Histoire du Sport. Paris: Presses Universitaires de France, 2019.

VIGARELLO, George. Le temps du sport. In : CORBIN, A. (org.), L’avènement des loisirs (1850-1960). Paris: Aubier, p. 193-221, 1995.

ZANCA Gabrielli. A prática do remo em Florianópolis: retratos de uma sociedade em busca da modernidade no início do século XX. Revista Santa Catarina História. p. 1-30, 2008.

Downloads

Publicado

2022-04-19

Edição

Seção

Artigos Originais