Tensão e conciliação na política: o poder de veto e a questão do funcionalismo municipal (Capital Federal, 1892-1902)

Autores

  • Marcelo Magalhães Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-9222.2013v5n9p101

Resumo

Neste artigo, busco refletir sobre o poder de veto do prefeito do Distrito Federal em relação aos projetos de lei aprovados pelos membros do Poder Legislativo municipal entre 1892 e 1902. A análise minuciosa do andamento das resoluções aprovadas pela casa legislativa, que foram ora sancionadas ou vetadas pelo prefeito, ora sancionadas pelo presidente da instituição, é uma forma de compreender melhor as tensões e conciliações na política municipal da capital federal. Um tema conflituoso na municipalidade, que colocava os poderes locais em pé de guerra, foi o do funcionalismo público, que receberá atenção especial ao longo do artigo.

Downloads

Publicado

2013-09-02

Como Citar

MAGALHÃES, Marcelo. Tensão e conciliação na política: o poder de veto e a questão do funcionalismo municipal (Capital Federal, 1892-1902). Revista Mundos do Trabalho, Florianópolis, v. 5, n. 9, p. 101–125, 2013. DOI: 10.5007/1984-9222.2013v5n9p101. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/mundosdotrabalho/article/view/1984-9222.2013v5n9p101. Acesso em: 16 jul. 2024.