Conceitos, atitudes de investigação e metodologia experimental como subsídio ao planejamento de objetivos e estratégias de ensino

Suzana Maria Coelho, Eno Kohl, Silvia Di Bernardo, Lilian Cristina Nalepinski Wiehe

Resumo


Propõe-se a iniciação de alunos do ensino fundamental em atividades
científicas, tendo-se por base o estudo de dificuldades (obstáculos) e
facilidades (precursores) evidenciadas nos alunos em termos de
atitudes, metodologia experimental e conceitos científicos. Os dados
foram coletados em um contexto de sala de aula, através do registro de
debates em pequenos e grandes grupos, observações e relatórios
escritos. Constata-se a viabilidade de planejamento e aplicação de
atividades didático-pedagógicas, bem como de elaboração de objetivos
instrucionais conceituais, metodológicos e de atitudes, levando-se em
conta a existência de precursores e obstáculos. Sugere-se uma nova
abordagem no que se refere à forma de construção de objetivos e
estratégias de ensino, os quais deixariam de ser estabelecidos a priori
pelo professor para serem construídos, levando-se em conta a própria
dinâmica dos processos pedagógicos. Corrobora-se a hipótese de que
existem níveis de formulação correspondentes a cada objetivo e que a
evolução do aluno, de um nível para o outro, não é linear.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

 


Cad. Bras. Ens. Fís. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil - - - eISSN 2175-7941 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons
> > > > >