O programa segundo tempo: uma política pública para emancipação humana

Autores

  • Bruno Dandolini Colombo UNESC
  • Carlos Augusto Euzébio UNESC
  • Vidalcir Ortigara UNESC
  • Matheus Bernardo Silva UNESC
  • Franck Calegari Correa UNESC
  • Ana Lúcia Cardoso UNESC

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8042.2012v24n38p12

Palavras-chave:

Educação Física, Esporte, Lazer

Resumo

 

Procuramos nesse texto apresentar o relato de experiências vivenciadas na reflexão, planejamento e efetivação do Programa Segundo Tempo (PST) em Criciúma/SC, enfocando de forma crítica os problemas surgidos no confronto com as proposições que o norteiam. Após rápida apresentação do que é o PST, buscamos explicitar os entendimentos e reflexões já produzidos sobre o tema. Na seqüência, abordamos os princípios filosóficos, pedagógicos e administrativos do Programa na especificidade de seu desenvolvimento em Criciúma, em que o foco norteador foi a reconfiguração do mesmo para adequá-lo a uma ação que perspectiva a emancipação humana.

Biografia do Autor

Bruno Dandolini Colombo, UNESC

Licenciado em Educação Física, especialização em Educação Física Escolar.Contato: br_colombo@hotmail.com.

Carlos Augusto Euzébio, UNESC

Licenciado em Educação Física, mestre em Educação.Contato: cae@unesc.net.

Vidalcir Ortigara, UNESC

Licenciado em Educação Física, doutor em Educação.Contato: vdo@unesc.net.

Matheus Bernardo Silva, UNESC

Licenciado em Educação Física, mestrando em Educação.Contato: matheuss.tuba@hotmail.com.

Franck Calegari Correa, UNESC

Licenciado em Educação Física, especialização em Educação Física Escolar.Contato: franck@unesc.net.

Ana Lúcia Cardoso, UNESC

Licenciada em Educação Física, mestre em Educação Física.Contato: anc@unesc.net.

Downloads

Publicado

2012-09-13