Formação de agentes públicos municipais de esporte e lazer

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-8042.2021e77630

Palavras-chave:

Formação, Gestão pública , Esporte, Lazer, Agentes

Resumo

O presente ensaio objetiva discutir a formação de agentes públicos municipais de esporte e lazer. Para tanto, discutimos criticamente a literatura produzida sobre gestão pública, gestores esportivos e formação em diálogo com as contribuições de Pierre Bourdieu acerca da educação e de Zarifian em relação ao conceito de competências. Debatemos como aspectos relevantes a serem considerados no processo de formação desses agentes: buscar a qualidade da gestão por meio da otimização dos recursos; preservar e dar utilidade aos recursos por meio do desenvolvimento sustentável; fomentar a participação popular; definir funções e responsabilidades frente aos objetivos propostos; ter domínio dos conhecimentos, técnicas e saberes próprios do esporte e do lazer e saber alinhá-los à realidade da comunidade; buscar a efetivação das políticas; refletir nas ações; desenvolver o princípio da formação política e social e o princípio do reconhecimento e da participação nos processo da gestão ampliada.

 

Biografia do Autor

Andressa Pelói Bernabé, Centro Universitário Ingá - UNINGÁ

Doutoranda em Educação Física na Universidade Estadual de Maringá

Professora do Centro Universitário Uningá,Curso de Educação Física, Maringá, Brasil

Fernando Augusto Starepravo, Universidade Estadual de Maringá, Maringá, Paraná, Brasil

Doutor em Educação Física pela UFPR e professor adjunto do Departamento de Educação Física da UEM.

Referências

AMARAL, C. M. S.; BASTOS, F. C. O gestor esportivo no Brasil: revisão de publicações no país. Revista Intercontinental de Gestão Desportiva. 2015; 5: 68-78.

AMARAL, S. C. F.; KIKUCHI, D. M. Política pública de lazer em Suzano/SP: a concepção dos gestores. Licere. 2011; 14: 01-22.

ARAÚJO, S. M.; MOTA, M. A. A. C.; SILVA, M. M. S.; CARVALHO, M. S. P. Gestores e agentes sociais de esporte e lazer na Baixada Maranhense: um estudo dos recursos humanos para o Sistema Nacional de Esporte e Lazer. XVI Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte e II Congresso Internacional de Ciências do Esporte / Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte. Porto Alegre, BR. Porto Alegre; 2007.

BERNABÉ, A. P.; NATALI, P. M. Formação e atuação de recreadores: o caso da equipe de recreação e lazer da cidade de Maringá-PR nos anos de 2001 a 2004. Licere. 2014; 17: 01-19.

BOURDIEU, P. A distinção: crítica social do julgamento. Editora Zouk, 2006.

BOURDIEU, P. A Distinção: crítica social do julgamento. Tradução: Daniela Kern e Guilherme F. Teixeira. São Paulo: Edusp; Porto Alegre, RS: Zouk, 2007b.

BOURDIEU, P. Escrito de educação. Editora Vozes, 2 ed, 1999.

BOURDIEU, P. Escritos de educação. Tradução: Maria Alice Nogueira e Afrânio Catani. 9 ed. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 2007a.

FLEURY, A.; FLEURY, M. T. L. Estratégias empresariais e formação de competências: um quebra-cabeça caleidoscópico da indústria brasileira. 3 ed. São Paulo: Atlas, 2011.

GALINDO, A. G. Esporte e lazer municipal: reflexões sobre as bases do planejamento e gestão pública. Revista do Plano Diretor Participativo do Município de Santana-AP. 2005; 1: 49-62.

GRUNENNVALDT, J. T.; GRUNENNVALDT, A. C. R.; LOPES DA SILVA, J. B.; BEBER, I. C. R. O esporte e lazer no município de Sinop-MT: um estudo de suas manifestações na cidade e no campo (2011). Encontro Anual da Rede Cedes. Brasília, BR. Brasília; 2014.

JAMIESON, L. Competency-Based Approaches to sport Management. Journal of Sport Management, Champaign. 1987; 01: 48-56.

JOAQUIM, B.A.; BATISTA, P.M.; CARVALHO, M. J. Revisão Sistemática sobre o perfil de competências do gestor desportivo. Movimento. 2011; 01; 255-79.

MARCELLINO, N. C. Lazer e esporte: políticas públicas. Campinas, SP: Autores Associados, 2001.

MARCELLINO, N. C.; SAMPAIO, T. M. V.; CAPI, A. H. C.; SILVA, D. A. M. Políticas públicas de lazer – formação e desenvolvimento de pessoal: os casos de Campinas e Piracicaba-SP. Curitiba, PR: OPUS, 2007.

MARIN, E. C.; RIBAS, J. F. M.; SILVA, S.D.; FERREIRA DA SILVA, A. Análise dos protagonistas que facultam as manifestações de esporte e lazer da Região Central do estado do RS. XXI Enarel, 2009; Florianópolis, BR. Florianópolis: 2009.

MAZZEI, L.C.; BASTOS, F. C. (Orgs.) Gestão de esporte no Brasil: desafios e perspectivas. São Paulo: Ícone, 2012.

MENDES, D. S.; RIBEIRO, S. D. D.; MEZZAROBA, C.; SANTOS, A. C.; ARAGÃO, P.; GARICA, L. C. P.; OLIVEIRA, T. S.; MENEZES DOS SANTOS, S. Projeto orla: análise preliminar dos equipamentos de esporte e lazer da praia de Atalaia em Aracaju/SE. Congresso Sulbrasileiro de Ciências do Esporte, 2010; Itajaí, BR. UIVALI: Itajaí: 2010.

MENEZES, V. G.; OLIVEIRA, A. M.; SOUZA, E. F. Gestão desportiva e política pública na região metropolitana de Recife. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte. 2012; 26: 219-30.

MEZZADRI, F. M.; STAREPRAVO, F. A.; BASSO, D.; GUIMARÃES, L.; REIS, R. P. Políticas públicas para o esporte e o lazer nas cidades do estado do Paraná. In: MEZZADRI, F. M.; CAVICHIOLLI, F. R.; SOUZA, D. L. (Orgs.) Esporte e Lazer: subsídios para o desenvolvimento e gestão de políticas públicas. São Paulo: Fontoura; 2006.

MINTZBERG, H. Criando organizações eficazes: estruturas em cinco configurações. São Paulo: Atlas, 2ª ed., 2003.

PINTOS, A.E.; PERIM, G. L. A responsabilidade social do gestor público do esporte e lazer. In: Tondin G, Vidal JR, Feix E. (Orgs.) Esporte e lazer no Brasil: divisão de responsabilidades entre os entes federativos. XXI Seminário Nacional de Políticas Públicas de Esporte e Lazer; Porto Alegre: Companhia Riograndense de Artes Gráficas; (CORAG), 2013.

SORIANO, J. B.; WINTERSTEIN, P. J. Limites e desafios para o estudo da intervenção profissional em educação física a partir da noção de competência. Revista Movimento. 2006; 12: 175-195.

TAVARES, A. L. As competências dos gestores públicos de esporte [dissertação]. Pedro Leopoldo (MG): Faculdades Integradas de Pedro Leopoldo, Fundação Cultural Dr. Pedro Leopoldo, UNIPEL, 2010.

WERNECK, C. L. G. Lazer e formação profissional na sociedade atual: repensando os limites, os horizontes e os desafios para a área. Licere. 1998; 01: 47-65.

ZARIFIAN, P. O modelo da competência: trajetória histórica, desafios atuais e propostas. Tradução: Eric Roland René Heneaut. São Paulo: Senac São Paulo, 2003.

ZARIFIAN, P. Objetivo competência: por uma nova lógica. Tradução: Maria Helena C. V. Trylinski. São Paulo: Atlas, 2001.

Downloads

Publicado

2021-03-03

Edição

Seção

Porta Aberta