Colonização e Conquista: um projeto para os sertões fluminenses (1790-1800)

Autores

  • Marina Monteiro Machado Escola Superior de Ciências Sociais - FGV

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-9222.2012v4n8p10

Resumo

A ocupação dos sertões do Rio de Janeiro, na passagem do século XVIII para o século XIX, viveu um período de intensos conflitos e negociações, em um processo que envolveu agentes diversos, dentre os quais: sesmeiros, posseiros, fazendeiros, grupos indígenas e agentes da Coroa portuguesa. Uma realidade cotidiana que misturava interesses específicos e projetos distintos.

No presente trabalho, pretende-se analisar o projeto do fazendeiro José Rodrigues da Cruz para o aldeamento dos índios de Valença, no interior do Rio de Janeiro. Ainda que não exista um projeto formal, a análise de correspondências do fazendeiro, nos permite analisar uma proposta específica, para colonização dos grupos indígenas e consequente expansão da fronteira da colonização.

Downloads

Publicado

2013-01-15

Como Citar

MACHADO, Marina Monteiro. Colonização e Conquista: um projeto para os sertões fluminenses (1790-1800). Revista Mundos do Trabalho, Florianópolis, v. 4, n. 8, p. 10–25, 2013. DOI: 10.5007/1984-9222.2012v4n8p10. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/mundosdotrabalho/article/view/1984-9222.2012v4n8p10. Acesso em: 23 jul. 2024.