Étienne Dolet e o “modo de traduzir bem de uma língua a outra”

Mauri Furlan

Resumo


Considerado “o único programa formal de teoria da tradução na França renascentista” (Norton 1984: 103), o clássico texto de Étienne Dolet, La manière de bien traduire d’une langue en autre (1540), é aqui analisado em sua estrutura e conteúdo, com algumas indicações do pensamento constituidor subjacente, formado pela teoria da retórica clássica, compreendida como a concepção da linguagem então vigente no século XVI.


Palavras-chave


Étienne Dolet; Renascimento; Teoria da tradução

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7968.2008v1n21p67



Cadernos de Tradução, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSN 2175-7968.