“Justiça de classe”: tribunais, trabalhadores rurais e memória

Autores

  • Fernando Teixeira da Silva Unicamp

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-9222.2012v4n8p124

Resumo

O texto articula fundamentalmente duas questões: o lugar da Justiça do Trabalho na expansão das leis e dos direitos trabalhistas no meio agrário, particularmente nos primeiros anos da década de 1960 em São Paulo, e, muitas vezes por vias indiretas, a percepção que os próprios trabalhadores rurais tinham da legislação e do papel desempenhado pelos tribunais em um momento de profundas transformações das relações de trabalho no campo. Tal articulação se fará por meio da análise dos processos de constituição de uma memória comunista sobre a Justiça do Trabalho, o que tem passado ao largo em estudos que transformam os registros mnemônicos em caução probatória da interpretação histórica.

Biografia do Autor

Fernando Teixeira da Silva, Unicamp

Prof. do Depto. de História da Unicamp

Downloads

Publicado

2013-01-30

Como Citar

SILVA, Fernando Teixeira da. “Justiça de classe”: tribunais, trabalhadores rurais e memória. Revista Mundos do Trabalho, Florianópolis, v. 4, n. 8, p. 124–160, 2013. DOI: 10.5007/1984-9222.2012v4n8p124. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/mundosdotrabalho/article/view/1984-9222.2012v4n8p124. Acesso em: 25 maio. 2024.