Cidades-Empresa numa cadeia produtiva transnacional: Dimensões Sociais e Ambientais da Produção de Alumínio em Porto Trombetas, Brasil, e Årdal, Noruega

Autores

  • Frank Meyer professor da área de Estudos Multiculturais na Oslo University College.

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-9222.2014v6n11p107

Palavras-chave:

alumínio, cadeia produtiva internacional, meio-ambiente

Resumo

Este artigo discute o impacto da produção de alumínio nas comunidades de Porto Trombetas, localizada no estado do Pará, e Årdal, na Noruega. O artigo tem como foco principal a comparação das condições de trabalho locais desses dois grupos de trabalhadores, considerando também o impacto social e ambiental dessa cadeia produtiva transnacional. No Brasil, este estudo analisa, em particular, as relações de trabalho no setor do alumínio durante o período da ditadura militar. Acredita-se que a natureza da produção, assim como as características das comunidades locais e o contexto político e social de diferentes países, propiciem análises comparativas interessantes que apontam diferenças e similaridades entre as cidades-empresa (company towns).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Frank Meyer, professor da área de Estudos Multiculturais na Oslo University College.

Durante os anos de 2003 e 2012. Desde 2011, é diretor do Arquivo e Biblioteca do Movimento Operário Norueguês. E-mail: frank.meyer@arbark.no.

Downloads

Publicado

2014-08-14

Como Citar

MEYER, F. Cidades-Empresa numa cadeia produtiva transnacional: Dimensões Sociais e Ambientais da Produção de Alumínio em Porto Trombetas, Brasil, e Årdal, Noruega. Revista Mundos do Trabalho, Florianópolis, v. 6, n. 11, p. 107-127, 2014. DOI: 10.5007/1984-9222.2014v6n11p107. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/mundosdotrabalho/article/view/1984-9222.2014v6n11p107. Acesso em: 6 dez. 2021.