Trabalhadores, política e a Revolução de 1930 em Ilhéus, Bahia

Autores

  • Philipe Murillo Santana de Carvalho Instituto Federal da Bahia

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-9222.2014v6n12p215

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar as disputas políticas antes e depois da

Revolução de 1930, tendo por objeto de estudo as relações entre os trabalhadores, o
associativismo operário e as lideranças partidárias em Ilhéus, Bahia. A passagem da
Primeira para a Segunda República foi marcada por uma movimentação relevante
das oligarquias ilheenses em torno dos embates eleitorais para presidente e das
turbulências que levaram à tomada do poder pela Aliança Liberal. Tal dinâmica
política repercutiu no modo com que os diferentes partidos e autoridades buscaram
se inserir nos mundos dos trabalhadores da cidade, procurando apoio nos grêmios
de artesãos, caixeiros, carroceiros, carregadores etc., bem como mediar a luta por
direitos e melhores condições de vida. Nesse sentido, pretendemos explorar até
que ponto o proletariado ilheense esteve inserido neste cenário de confrontos
políticos intensos pelo controle da República brasileira.

Biografia do Autor

Philipe Murillo Santana de Carvalho, Instituto Federal da Bahia

História do Movimento Operário na Bahia

Downloads

Publicado

2014-12-30

Como Citar

SANTANA DE CARVALHO, Philipe Murillo. Trabalhadores, política e a Revolução de 1930 em Ilhéus, Bahia. Revista Mundos do Trabalho, Florianópolis, v. 6, n. 12, p. 215–238, 2014. DOI: 10.5007/1984-9222.2014v6n12p215. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/mundosdotrabalho/article/view/1984-9222.2014v6n12p215. Acesso em: 19 maio. 2024.