Elogio fúnebre de Théodore de Banville

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7968.2018v38nespp184

Palavras-chave:

Elogio fúnebre, Tradução, Baudelaire, Banville.

Resumo

Trata-se da tradução do Elogio fúnebre que Théodore de Banville proferiu no enterro de Baudelaire, publicado no jornal L'Étendard, na quarta-feira, dia 4 de setembro de 1867, p. 3. Banville destaca notadamente a novidade e o lugar da poesia do autor das Flores do mal no século XIX, sobretudo em relação a Victor Hugo.

Biografia do Autor

Gilles Jean Abes, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina

Professor adjunto do DLLE na Universidade Federal de Santa Catarina. Possui doutorado no Programa de Pós-graduação em Estudos da Tradução.

Referências

GUYAUX, André. Baudelaire: un demi-siècle de lectures des Fleurs du mal (1855-1905). Paris: PUPS. Coll. Mémoires de la critique. 2007 p 421-424.

Downloads

Publicado

2018-12-12

Edição

Seção

Artigos traduzidos