Narrativas de formação continuada: sentidos produzidos por professores de Educação Física

Igor Câmara Luiz, André da Silva Mello, Silvana Ventorim, Wagner dos Santos

Resumo


Discute os sentidos atribuídos por 14 professores de Educação Física sobre suas experiências com os processos de formações continuadas. Trata-se de uma pesquisa narrativa (auto)biográfica, que utilizou grupos focais e entrevistas como instrumentos para produção dos dados. Os colaboradores são seis professores e oito professoras das redes municipais de Serra, Vitória e Viana, municípios da região metropolitana da Grande Vitória/ES. As análises indicam que os sentidos atribuídos estão relacionados com a necessidade coletiva de reorganização das formações instucionalizadas em diálogo com os interesses políticos dos professores e com a especificidade da Educação Física como componente curricular. De maneira geral, os professores consideram as formações focadas na prática e no exercício da docência como as que melhores traduzem suas expectativas. A prática aparece como um saber fazer a ser apropriado das formações continuadas para ser vivenciado na escola; um saber que, ao ser apreendido, é ressignificado para produzir outras experiências.


Palavras-chave


Formação Continuada; Educação Física; Educação Básica

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8042.2015v27n44p93



R. Motriviv., Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSNe: 2175-8042.

Os textos publicados na Revista Motrivivência estão licenciados com uma Licença Creative Commons de atribuição não comercial compartilhar igual: CC BY-NC-SA