Trabalho e pobreza nas serras auríferas do Sertão baiano.

Autores

  • Zeneide Rios de Jesus UEFS

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-9222.2009v1n1p125

Resumo

Este artigo examina as condições de trabalho nos garimpos de ouro nas Serras de Jacobina no Estado da Bahia, atentando para os riscos e perigos a que estavam expostos os garimpeiros que se aventuraram na busca por esse metal nas décadas de 1930 e 1940. Esses riscos estavam nos desmoronamentos, soterramentos, nas doenças infecto-contagiosas que se alastravam rapidamente, estimuladas pelas péssimas condições de higiene e pela alta concentração de pessoas nesses lugares. Além disso, os riscos provenientes do manuseio de produtos químicos, como o mercúrio, afetavam não só os garimpeiros, mas toda a população da cidade, visto que, o uso indiscriminado desse produto poluía os rios que abasteciam o município de Jacobina.

Biografia do Autor

Zeneide Rios de Jesus, UEFS

Professora Assistente no Departamento de Ciências Humanas da UEFS, Atuando na Área de Hitória na disiplina História do Braisil.

Downloads

Publicado

2009-03-20

Como Citar

JESUS, Zeneide Rios de. Trabalho e pobreza nas serras auríferas do Sertão baiano. Revista Mundos do Trabalho, Florianópolis, v. 1, n. 1, p. 125–153, 2009. DOI: 10.5007/1984-9222.2009v1n1p125. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/mundosdotrabalho/article/view/1984-9222.2009v1n1p125. Acesso em: 16 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos