Trabalhadores, greves, campanhas e repressão em Alagoas (1961 – 1964)

Autores

  • Rodrigo José da Costa Mestre em História pela Universidade Federal de Pernambuco - UFPE

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-9222.2013v5n10p125

Resumo

Pretendemos, neste artigo, fazer uma exposição da pesquisa realizada sobre as lutas sociais em Alagoas no período anterior ao golpe civil-militar de 1964. A partir do uso das fichas pessoais da Delegacia de Ordem Pessoal, Social e Econômica - DOPSE e da pesquisa feita no jornal A Voz do Povo, editado pelo PCB em Alagoas, e dos jornais da grande imprensa alagoana do período, buscamos fazer uma análise das greves e das campanhas políticas e sociais, bem como da repressão sofrida pelos trabalhadores e pelos grupos de esquerda em geral no período, chamando a atenção para as peculiaridades do caso alagoano. A atuação cada vez mais intensa dos grupos de esquerda em Alagoas no início da década de 1960 foi alvo de uma forte repressão policial comandada pelo governador do estado, o major Luiz Cavalcante. A partir dos eventos narrados nos jornais pesquisados, procuramos mostrar a mobilização dos grupos de esquerda no referido período, bem como as medidas repressivas do governador para conter a atividade desses grupos.

Biografia do Autor

Rodrigo José da Costa, Mestre em História pela Universidade Federal de Pernambuco - UFPE

Downloads

Publicado

2013-12-20

Como Citar

COSTA, Rodrigo José da. Trabalhadores, greves, campanhas e repressão em Alagoas (1961 – 1964). Revista Mundos do Trabalho, Florianópolis, v. 5, n. 10, p. 125–144, 2013. DOI: 10.5007/1984-9222.2013v5n10p125. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/mundosdotrabalho/article/view/1984-9222.2013v5n10p125. Acesso em: 23 maio. 2024.