Trabalho doméstico: sujeitos, experiências e lutas

Autores

  • Flavia Fernandes de Souza Doutora em História pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Pós-doutoranda vinculada ao Instituto de História da UFF e bolsista PNPD-Capes. https://orcid.org/0000-0003-0223-9683
  • Maciel Henrique Silva Doutor em História Social pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Professor do Instituto Federal de Pernambuco (IFPE).

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-9222.2018v10n20p9

Resumo

Apresentação

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BATALHA, Claudio H. M. Os desaios atuais da História do Trabalho. Anos 90, Porto Alegre, v. 13, n. 23/24, p. 87-104, jan./dez. 2006

CHALHOUB, Sidney; SILVA, Fernando Teixeira da. Sujeitos no imaginário acadêmico: escravos e trabalhadores na historiografia brasileira desde os anos 1980. Cadernos AEL, Campinas, v. 14, n. 26, p. 13-47, 2009.

FINK, Leon. Como um campo sobreviveu a tempos difíceis. Revista Brasileira de História. São Paulo, v. 32, n. 64, p. 15-25, 2012.

FORTES, Alexandre; FRENCH, John D. Sobre encanadores e ilósofos: fazendo História do Trabalho no Brasil. In: FORTES, Alexandre; LIMA, Henrique Espada; PETERSEN, Silvia Regina Ferraz; XAVIER, Regina Célia Lima (org.). Cruzando fronteiras: novos olhares sobre a História do Trabalho. São Paulo: Perseu Abramo, 2013.

FRENCH, John D. A história latino-americana do trabalho hoje. História Unisinos, São Leopoldo, v. 6, n. 6, p. 11-28, 2002.

GOMES, Flávio; NEGRO, Antonio Luigi. Além de senzalas e fábricas: uma história social do trabalho. Tempo Social: Revista de Sociologia da USP, São Paulo, v. 18, n. 1, p. 217-240, jun. 2006.

GRAHAM, Sandra Lauderdale. Proteção e obediência: criadas e seus patrões no Rio de Janeiro, 1860-1910. Tradução Viviana Bosi. São Paulo: Companhia das Letras, 1992.

LINDEN, Marcel van der. Trabalhadores do mundo: ensaios para uma história global do trabalho. Campinas, SP: Unicamp, 2013.

MATTOS, Marcelo Badaró. A classe trabalhadora: uma abordagem contemporânea à luz do materialismo histórico. Outubro, n. 21, p. 83-117, 2.º sem. 2013.

NEGRO, Antonio Luigi. Rodando a baiana e interrogando um princípio básico do comunismo e da História Social: o sentido marxista tradicional de classe operária. Revista Crítica Histórica, ano III, n. 5, p. 11-25, jul. 2012.

PETERSEN, Silvia Regina Ferraz. Levantamento da produção bibliográfica e de outros resultados de investigação sobre a história operária e o trabalho urbano fora do eixo Rio-São Paulo. Cadernos AEL, Campinas, v. 14, n. 26, 2009.

POPINIGIS, Fabiane; TERRA, Paulo Cruz. Classe, raça e história social do trabalho no Brasil (2001-2016). Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 32, n. 66, p. 307-329, jan.-abr. 2019.

RAGO, Margareth. Relações de gênero e classe operária no Brasil (1890- 1930). In: PISCITELLI, Adriana; MELO, Hildete. P.; MALUF, Sônia. W.; PUGA, Vera. L. (org.). Olhares Feministas. Brasília: Edições MEC/Unesco, 2007. p. 219-237.

SILVA, Maciel Henrique C. da. História Social do Trabalho e História das Mulheres: percursos da historiograia brasileira. Historien, Petrolina, v. 1, p. 84-102, 2010.

SOUZA, Flavia Fernandes. Trabalho doméstico: considerações sobre um tema recente de estudos na História Social do Trabalho no Brasil. Revista Mundos do Trabalho, v. 7, n. 13, p. 275-296, jan.-jun., 2015.

Downloads

Publicado

2019-09-20

Como Citar

SOUZA, . F. de; SILVA, . H. Trabalho doméstico: sujeitos, experiências e lutas. Revista Mundos do Trabalho, Florianópolis, v. 10, n. 20, p. 9–14, 2019. DOI: 10.5007/1984-9222.2018v10n20p9. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/mundosdotrabalho/article/view/1984-9222.2018v10n20p9. Acesso em: 7 dez. 2022.