Interesses particulares e corrupção no Distrito dos Diamantes (Minas Gerais, século XVIII)

Autores

  • Régis Clemente Quintão Doutor (2022) em História pela Universidade Federal de Minas Gerais. Atualmente, é consultor UNESCO/Fundação Biblioteca Nacional (Projeto Resgate, 2022-2023).

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-9222.2023.e95857

Palavras-chave:

interesse particular, administração diamantina, corrupção

Resumo

Este artigo analisa algumas questões relativas ao problema do público e do particular no Distrito Diamantino, Minas Gerais, durante a segunda metade do século XVIII. O objetivo é discutir em que medida havia certa distinção entre as referidas esferas no contexto estudado e como isso se relacionava com o entendimento da época acerca do fenômeno da corrupção. Considerando a historiografia recente sobre o tema e a pesquisa em fontes manuscritas pouco exploradas, foi possível evidenciar como eram abundantes as críticas aos oficiais régios que se deixavam levar por vícios e paixões, priorizando o interesse particular em detrimento do interesse público ou régio no exercício dos cargos.

Referências

ARIÈS, Philippe. Por uma história da vida privada. In: ARIÈS, Philippe; DUBY, Georges. (dir.). História da vida privada, 3: da renascença ao século das luzes. Trad. Hildegard Feist. São Paulo: Companhia das Letras, 2009, p. 9-25.

DUBY, Georges. Poder privado, poder público. In: ARIÈS, Philippe; DUBY, Georges. (dir.) História da vida privada, 2: da Europa feudal à renascença. Trad. Maria Lúcia Machado. São Paulo: Companhia das Letras, 2009, p. 16-50.

FAORO, Raymundo. Os donos do poder: formação do patronato político brasileiro. 5. ed. São Paulo: Globo, 2012.

FURTADO, Júnia Ferreira. O livro da capa verde: o Regimento Diamantino de 1771 e a vida no Distrito Diamantino no período da Real Extração. São Paulo: Annablume, 1996.

HABERMAS, Jürgen. Mudança estrutural da esfera pública: investigações sobre uma categoria da sociedade burguesa. Trad. Denilson Luís Werle. São Paulo: UNESP, 2014

HOLANDA, Sérgio Buarque de. Raízes do Brasil. 26. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

PÉREZ, José Manuel Santos. Práticas ilícitas, corruptelas e venalidade no Estado do Brasil a inícios do século XVII. O fracasso das tentativas de reforma de Felipe III para o Brasil. CLIO: Revista de Pesquisa Histórica, n. 37, p. 155-177, jan./jun., 2019.

PIJNING, Ernst. Contrabando, ilegalidade e medidas políticas no Rio de Janeiro do século XVIII. Revista Brasileira de História. São Paulo, v. 21, n. 42, p. 397-414, 2001.

PONCE LEIVA, Pilar. Percepciones sobre la corrupción en la Monarquía Hispánica, siglos XVI y XVII. In: ANDÚJAR CASTILLO, Francisco; PONCE LEIVA, Pilar. (Eds.). Mérito, venalidad y corrupción en España y América, siglos XVII y XVIII. Valencia: Albatros, 2016, p. 193-211.

PRADO JÚNIOR, Caio. Formação do Brasil contemporâneo: colônia. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.

REIS, Renato de Ulhoa Canto. Os “privados dos reis” e as “pessoas particulares”: os conceitos de privado e particular no Antigo Regime português (Sécs. XVII-XVIII). Almanack, Guarulhos, n. 24, p. 1-51, abr., 2020.

ROMEIRO, Adriana. Corrupção e poder no Brasil: uma história, séculos XVI a XVIII. Belo Horizonte: Autêntica, 2017.

SANTOS, Joaquim Felício dos. Memórias do Distrito Diamantino da comarca do Serro do Frio. 4. ed. Belo Horizonte: Itatiaia; São Paulo: Edusp, 1976.

SENNETT, Richard. O declínio do homem público: as tiranias da intimidade. Trad. Lygia Araújo Watanabe. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.

WEINTRAUB, Jeff. The Theory and Politics of the Public/Private Distinction. In: WEINTRAUB, Jeff; KUMAR, Krishan (Orgs.). Public and private in thought and practice: perspectives on a grand dichotomy. Chicago: The University of Chicago Press, 1997, p. 1-42.

Downloads

Publicado

2023-11-29

Como Citar

CLEMENTE QUINTÃO, Régis. Interesses particulares e corrupção no Distrito dos Diamantes (Minas Gerais, século XVIII). Revista Mundos do Trabalho, Florianópolis, v. 15, p. 1–18, 2023. DOI: 10.5007/1984-9222.2023.e95857. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/mundosdotrabalho/article/view/95857. Acesso em: 28 maio. 2024.

Edição

Seção

Dossiê: Vivendo nas minas: mineração e mundos do trabalho nos séculos XV-XVIII

Artigos Semelhantes

1 2 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.