Borges, o original da tradução.

Autores

  • Walter Carlos Costa Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Palavras-chave:

Borges, tradução, original, releitura, reescrita.

Resumo

A tradução parece desempenhar um papel mais importante no desenvolvimento da cultura do que geralmente se supõe. Jorge Luis Borges é um escritor que compreendeu esse fenômeno particularmente bem e em seus escritos a tradução ganha uma nova dignidade. De maneira muito original, Borges considera o corpus de textos traduzidos não inferior, mas até superior, a seus prestigiosos originais, como acontece com as várias versões inglesas da Odisséia. A tradução é também central na poética de Borges, onde a releitura e a reescrita são essenciais.

Biografia do Autor

Walter Carlos Costa, Universidade Federal de Santa Catarina

CONCLUIU O DOUTORADO EM INGLÊS, NA UNIVERSITY OF BIRMINGHAM, REINO UNIDO, EM 1992. É PROFESSOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA DESDE 1982. ATUA NA ÁREA DE LETRAS, PESQUISANDO LITERATURA HISPANO-AMERICANA (SOBRETUDO A OBRA DE JORGE LUIS BORGES) E ESTUDOS DA TRADUÇÃO (ESPECIALMENTE A CONEXÃO ENTRE LITERATURA TRADUZIDA E LITERATURA NACIONAL).

Mais informações: Currículo Lattes - CNPq.

Downloads

Publicado

2005-01-01

Edição

Seção

Artigos