Traduzindo e Anotando o cap. XIV de Exploration of the Valley of The Amazon, de William Lewis Herndon

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7968.2022.e90709

Palavras-chave:

Amazônia, Tradução, Literatura de Viagem, Manaus Antiga, William Lewis Herndon

Resumo

Este trabalho apresenta de forma sintetizada algumas considerações referentes ao processo de tradução, análise e comentário do capítulo XIV do primeiro volume do livro Exploration of the Valley of The Amazon, escrito pelo tenente da Marinha dos Estados Unidos da América William Lewis Herndon, entre 1851 e 1852. Também são introduzidos e contextualizados os cenários histórico e político para a Amazônia daquele período, a fim de se possa compreender com mais proximidade as condições de possiblidade para que as viagens, os relatos compilados e opiniões do expedicionário tenham se dado como hoje o sabemos. Ao final da tradução do capítulo rico em detalhes sobre a antiga Manaus (Vila da Barra do Rio Negro), obtivemos 45 notas, nas quais buscamos abranger em análise aspectos como os da vida econômica, social e política da população da cidade e da região. Almejando êxito nesta proposta, consultamos o texto original em suas várias edições, para se apresentar um texto em inglês e em português o mais preciso possível, dando especial atenção ao vocabulário específico da região na época. Esperamos que a edição bilíngue deste capítulo contribua para um maior conhecimento deste livro excepcional e de grande valor para a história da Amazônia brasileira.

Biografia do Autor

Tatiana de Lima Pedrosa Santos, Universidade do Estado do Amazonas

Doutora e Mestre, pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2012), com área de concentração em Sociedade, Cultura Material e Povoamento,. Graduação em Licenciatura e Bacharelado em História pela Universidade Federal do Amazonas (2003). Atualmente é arqueóloga responsável pelo Laboratório de Arqueologia Alfredo Mendonça, SEC/AM (2014) e Professora do Programa de Pós-graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas, Mestrado em Ciências Humanas, Área de Concentração: Teoria, História e Crítica da Cultura (2016). Foi professora do curso de Graduação em História pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e do curso de Arqueologia da Universidade do Estado do Amazonas (UEA). Experiência em pesquisa e produção bibliográficas voltadas para temas que envolvam as relações entre Cultura Material, História e Arqueologia da Amazônia, Memória, Identidade e Patrimônio. Líder do Grupo de Pesquisa do CNPq - NIPAAM - "Núcleo Interdisciplinar de Pesquisas Arqueológicas da Bacia Amazônica. Coordena o projeto Universal CNPq de pesquisa Arqueologia, Patrimônio e Cultura: A cura para as feridas recentes e antigas na Belle Époque Amazônica (2017). Foi organizadora do I Simpósio Internacional de Pesquisas Interdisciplinar em Ciências Humanas- I SIPICH (Edital No. 03/2017 CAPES/PAEP). E faz parte do Projeto de Pesquisa Indicadores Antrópicos: fatores socioambientais e patrimoniais na tradução de índices de antropização em povos e comunidades amazônidas (Procad-Amazônia 2018/CAPES). Bolsista de Produtividade em Pesquisa (CNPq) com o projeto intitulado; As lágrimas do esquecimento: arqueologia, patrimônio e memória das lápides funerárias dos cemitérios.Editora chefe da Contracorrente: Revista do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas.

Samuel Luzeiro Lucena de Medeiros, Universidade Federal do Amazonas

Doutorando em História pela Universidade Federal do Amazonas (PPGH/UFAM - 2022-2025). Mestre em Teoria, História e Crítica da Cultura pelo Programa de Pós-graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas da Universidade do Estado do Amazonas (2018-2020 - PPGICH/UEA), com a Dissertação aprovada intitulada "Comprando Saúde: o consumo de remédios e seu contexto na Manaus Antiga (1892-1939)". Bacharel do Curso de Arqueologia da UEA (2014-2018), com a monografia aprovada intitulada "Águas de Melgaço: a água importada na Manaus da Belle Époque". Pesquisador no grupo de pesquisa do CNPq - Núcleo Interdisciplinar de Pesquisas Arqueológicas da Bacia Amazônica - NIPAAM, da Universidade do Estado do Amazonas. Arqueólogo do Laboratório de Arqueologia Alfredo Mendonça de Souza (SEC/AM) pela Agência Amazonense de Desenvolvimento Cultural (AADC) - Empregado Público.

Walter Carlos Costa, Universidade Federal de Santa Catarina / Universidade Federal do Ceará

Walter Carlos Costa estudou Filologia Românica (Francês e Espanhol) na KU Leuven, Bélgica; tem doutorado pela University of Birmingham, Reino Unido, e pós-doutorado pela UFMG. Pesquisador do CNPq, atua na POET (Pós-Graduação em Estudos da Tradução), da Universidade Federal do Ceará e na PGET (Pós-Graduação em Estudos da Tradução), da Universidade Federal de Santa Catarina. É Professor Titular aposentado da Universidade Federal de Santa Catarina, onde atua na PGET (Pós-Graduação em Estudos da Tradução). Pesquisador do CNPq, pesquisa literatura hispano-americana (sobretudo a obra de Jorge Luis Borges), literatura comparada, estudos da tradução (especialmente a conexão entre literatura traduzida e literatura nacional). Foi presidente da ABRAPT (Associação Brasileira de Pesquisadores em Tradução) na gestão 2010-2013. Traduz poesia, ficção e ensaio do neerlandês, inglês, francês e espanhol. É professor da POET (Pós-Graduação em Estudos da Tradução), da Universidade Federal do Ceará.

Referências

Carvalho, José Murilo de. D. Pedro II: ser ou não ser. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

Drake, Francis Samuel. Herndon, William Lewis. In: WILSON, James Grant; FISKE, John. (Ed.). Appletons’ Cyclopaedia of American Biography. Vol. 7. New York: D. Appleton & Company, 1900.

Herndon, William Lewis. Exploration of the Valley of the Amazon, made under direction of the Navy Department, by WM. Lewis Herndon and Lardner Gibbon, Lieutenants United States Navy. Part I, by Lieut. Herndon. Washington: Robert Armstrong Public Printer, 1853.

Kazar Jr., John D. The United States Navy and Scientific Exploration, 1837-1860, University of Massachusetts Amherst, Ann Arbor, 1973. ProQuest. Disponível em: https://www.proquest.com/dissertations-theses/united-states-navy-scientific-exploration-1837/docview/302652577/se-2. Acesso em 26 ago. 2022.

Lima, Carla Oliveira de. A Amazônia nos caminhos da História Natural. In: SILVA, Márcia Regina Barros da.; Haddad, Thomás A. S. (Orgs.). Anais do 13º Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia. São Paulo: Sociedade Brasileira de História da Ciência, 2012.

Meirelles Filho, João. Grandes Expedições à Amazônia Brasileira 1500-1930. São Paulo: Metalivros, 2009. (Arquivo Digital).

Ruiz, Ernesto A. Expedições científicas, descobrimentos geográficos e expansão política: os Estados Unidos e América Latina no século XIX. Geosul; Universidade Federal de Santa Catarina, Vol I, No 2, 1986.

Saba, Roberto. American Mirror: The United States and the Empire of Brazil in the Age of Emancipation, University of Pennsylvania, Ann Arbor, 2017. ProQuest. Disponível em: https://www.proquest.com/dissertations-theses/american-mirror-united-states-empire-brazil-age/docview/1952049791/se-2. Acesso em 26 ago. 2022.

Smith, Geoffrey Sutton. The Navy Before Darwinism: Science, Exploration, and Diplomacy in Antebellum America. American Quarterly, vol. 28, no. 1, 1976, pp. 41–55. JSTOR, https://doi.org/10.2307/2712476. Acesso 19 Jul. 2022.

Downloads

Publicado

2022-11-25

Edição

Seção

Traduzindo a Amazônia II

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>