O universo dos trabalhadores dos castanhais: Cotidiano e exploração no Vale do Tocantins (1890-1940)

Autores

  • Olivia M M Cormineiro Universidade Federal de Tocantins - UFT
  • Euclides Antunes de Medeiros Universidade Federal do Tocantins - UFT

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-9222.2013v5n9p283

Resumo

Os sertanejos pobres que viveram e trabalharam no Vale do rio Tocantins entre 1890 e 1940 pertencem a uma categoria de trabalhadores que, não tendo sua experiência social construída na esfera da luta organizada, foram, até recentemente, despojados de historicização. Neste artigo nosso objetivo é reconstruir algumas das dimensões da cultura de trabalho dos apanhadores de castanha do pará que viveram, entre as décadas de 1890 e 1940, no vale do rio Tocantins, e cujas práticas de trabalhar estão no centro de seus modos de viver e, consequentemente, constituem o nexo entre cultura e exploração, resistência e adequação cotidiana. Um conceito central nessa investigação é o de cultura, que entendemos como uma gama de sistemas simbólicos constituídos por experiências e padrões de comportamento que, não evocando o consenso das relações sócio culturais, foram vividos e ressignificados pelos apanhadores de castanha.

 

Biografia do Autor

Olivia M M Cormineiro, Universidade Federal de Tocantins - UFT

Mestre em História Social pela Universidade Federal de Uberlândia (2010). Professora Assistente do curso de História da Universidade Federal do Tocantins (UFT) (2010). Atua como professora de Antroplogia e História Regional, desenvolvendo pesquisas sobre relações de trabalho e cultura de trabalho nos vales dos rios Araguaia e Tocantins (sec. XIX e XX).

Euclides Antunes de Medeiros, Universidade Federal do Tocantins - UFT

Doutorando em História Social pela Universidade Federal de Uberlândia (2009). Professor Assistente III do curso de História da Universidade Federal do Tocantins (UFT) (2003). Atua como professora de Introd. Aos Estudos Históricos e Teoria da História, desenvolvendo pesquisas sobre relações de trabalho, culturas e violências nos vales dos rios Araguaia e Tocantins (sec. XIX; XX e XXI).

Downloads

Publicado

2013-09-02

Como Citar

CORMINEIRO, Olivia M M; MEDEIROS, Euclides Antunes de. O universo dos trabalhadores dos castanhais: Cotidiano e exploração no Vale do Tocantins (1890-1940). Revista Mundos do Trabalho, Florianópolis, v. 5, n. 9, p. 283–305, 2013. DOI: 10.5007/1984-9222.2013v5n9p283. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/mundosdotrabalho/article/view/1984-9222.2013v5n9p283. Acesso em: 23 jun. 2024.