A revolução está na mesa: o Partido Comunista do Brasil (PCB) e a organização dos trabalhadores em hotelaria (1922-1930)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-9222.2022.e87059

Palavras-chave:

Partido Comunista do Brasil, Sindicato A Internacional, trabalhadores em hotelaria

Resumo

O centenário do Partido Comunista do Brasil (PCB), neste ano de 2022, é oportunidade ímpar para resgatar a história que desempenhou como organizador político-ideológico das classes subalternas no Brasil durante praticamente todo o século XX. Dentre as categorias da classe trabalhadora que foram pioneiras na construção do movimento operário comunista brasileiro estão os trabalhadores em hotelaria. Caracterizados por grande instabilidade nas condições de vida e trabalho, essa categoria do proletariado encontrou no PCB, durante a década de 1920, a forma organizativa adequada para buscar a superação de sua condição de precariedade por meio de uma reforma nos métodos de ação sindical, da estratégia e da tática política e por uma reforma moral da categoria adequada à formação de trabalhadores revolucionários.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lucas Alexandre Andreto, Universidade Estadual Paulista (Unesp) - Assis

Graduado e mestre em História pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) - Assis.

Marcos Del Roio, Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Doutor em Ciência Política pela Universidade de São Paulo (USP). Professor Titular de Ciências Políticas da Universidade Estadual Paulista (Unesp) - Campus de Marília.

Referências

BONOMO, A. B. O anarquismo em São Paulo: razões do declínio (1920 – 1935). 2007. Dissertação (Mestrado em História) – PUC, São Paulo, 2007.

COTRIM, Renata. Memória Militante: a atuação das redes de preservação documental na salvaguarda dos arquivos das classes subalternas. São Paulo: Pontifícia Universidade Católica, 2022.

DECCA, M.A.G. A vida fora das fábricas: cotidiano operário em São Paulo (1920 – 1934). Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

DEL ROIO, M. Gramsci e a Emancipação do Subalterno. São Paulo: Editora Unesp, 2018.

DULLES, J.F. Anarquistas e Comunistas no Brasiil (1900-1935). Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1977.

ENGELS, F. A Situação da classe trabalhadora na Inglaterra. São Paulo: Boitempo, 2008.

GRAMSCI, Antônio. Quaderni del cárcere. Torino: Einaudi, 1975.4v.

LANDI, Gabriel; LAZZARI, Gabriel (org.). O Centralismo Democrático de Lênin. São Paulo: Lavrapalavra, 2021.

MARX, K. O Capital. São Paulo: Boitempo, 2017.

THOMPSON, E. P. A Formação da Classe Operária Inglesa: A Árvore da Liberdade. São Paulo: Paz e Terra, 2011.

Downloads

Publicado

2022-10-17

Como Citar

ANDRETO, . A.; DEL ROIO, . A revolução está na mesa: o Partido Comunista do Brasil (PCB) e a organização dos trabalhadores em hotelaria (1922-1930). Revista Mundos do Trabalho, Florianópolis, v. 14, p. 1–22, 2022. DOI: 10.5007/1984-9222.2022.e87059. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/mundosdotrabalho/article/view/87059. Acesso em: 2 fev. 2023.

Edição

Seção

Dossiê: O PCB e os mundos do trabalho