“Falam as eleitas do povo”: vereadoras e comunistas, a atuação política das mulheres do PCB no Rio de Janeiro (1946-1948)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-9222.2022.e87219

Palavras-chave:

PCB, mulheres, vereadoras, direitos do trabalho das mulheres

Resumo

Em 1947, nas eleições municipais, três mulheres comunistas foram eleitas vereadoras do Distrito Federal, Rio de Janeiro. Eram elas Arcelina Mochel, Odila Schmidt e Lia Corrêa Dutra. O objetivo deste artigo é analisar o perfil e a atuação política delas durante o curto período em que o Partido Comunista do Brasil (PCB) esteve na legalidade (1946-1948). A partir das perspectivas da história das mulheres, das relações de gênero e da história social, a proposta é compreender como essas militantes construíram por dentro da luta política partidária uma pauta de reivindicações específicas para as mulheres, evidenciando a importância da discussão sobre a maternidade, o trabalho doméstico, os cuidados com a família, a equidade de salários, as leis trabalhistas, entre outros temas. Ao analisar o cotidiano da vida política das vereadoras na Câmara Municipal, o artigo mostra como elas criaram estratégias para tratar dessas questões dentro e fora do partido e do Parlamento, impulsionando a organização das mulheres nas regiões periféricas da antiga capital federal. Com base na análise do periódico Momento Feminino e na documentação da polícia política do Rio de Janeiro, argumentamos que o ambiente relativamente democrático viabilizado pela queda da ditadura do Estado Novo (1937-1945), pelo fim da Segunda Guerra e a Constituinte de 1946 abriu caminhos para a participação das mulheres na política, sobretudo, das lideranças femininas do PCB.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Larissa Correa, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio)

Nina Teruz Visco, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio)

Graduada em História, Literatura e Cultura pela Universidade de Brighton e graduanda em História pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). É bolsista do programa de Iniciação Científica (IC) Faperj.

Referências

ATTWOOD, Lynne. Creating the New Soviet Woman: Women’s Magazines as Engineers of Female Identity, 1922-1953. New York: St. Martin’s Press, 1999.

BERNARDES, Maria Elena. Laura Brandão. A invisibilidade feminina na política. Campinas: CMU, 2007.

CAVALHEIRO, Carlos Carvalho. Salvadora! Sorocaba, SP: Linc, 2001.

CHATTERJEE, Choi. Celebrating Women: Gender, Festival Culture, and Bolshevik Ideology, 1910-1939. Pittsburgh: University of Pittsburgh Press, 2002.

FERREIRA, Jorge. Prisioneiros do mito. Cultura e imaginário político dos comunistas no Brasil (1930-1956). Rio de Janeiro: Mauad; EdUFF, 2002.

GOLDMAN, Wendy. Women at the Gates Gender and Industry in Stalin’s Russia. Cambridge: Cambridge University Press, 2002.

GONZÁLEZ, Ana Isabel Álvarez. As origens e a comemoração do Dia Internacional das Mulheres. São Paulo: Expressão Popular, 2010.

PEREIRA, Andréa Ledig de Carvalho. Conservadoras ou revolucionárias? Trajetórias femininas, filantropia e proteção social: São Paulo e Rio de Janeiro (1930-1960). 2016. Tese (Doutorado) - Programa de Estudos Pós-Graduados da Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2016.

RAMOS, Alessandra da Silva. “Por um feminismo bem comportado: educação, maternidade e trabalho nas páginas da revista Brasil feminino (1932-1934)”. XVI Encontro Estadual de História da ANPUH- SC. História e Movimentos Sociais. Junho de 2016.

ROWBOTHAM, Sheila. Women, Resistance & Revolution. A History of Women and Revolution in the Modern World. New York: Vintage Books, 1974.

SANTOS, Wanderley Guilherme dos. Cidadania e justiça. Rio de Janeiro: Campus, 1979.

SAHNO, Elena. A tentativa de construir a igualdade de gêneros na Rússia Soviética, 1917-1937. 2017. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais na Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2017.

SOARES, Paula Elisa Ferreira. A questão feminina no PCB: as mulheres na cultura política comunista. 2021. Tese (Doutorado em História) - Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte, 2021.

Downloads

Publicado

2022-10-27

Como Citar

CORREA, .; VISCO, . T. . “Falam as eleitas do povo”: vereadoras e comunistas, a atuação política das mulheres do PCB no Rio de Janeiro (1946-1948). Revista Mundos do Trabalho, Florianópolis, v. 14, p. 1–22, 2022. DOI: 10.5007/1984-9222.2022.e87219. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/mundosdotrabalho/article/view/87219. Acesso em: 2 fev. 2023.

Edição

Seção

Dossiê: O PCB e os mundos do trabalho