Industrialização, urbanização e formação de classe em Volta Redonda (1945-1979): do fim do Estado Novo aos tempos da ditadura

Autores

  • Eduardo Ângelo da Silva
  • Leonardo Ângelo da Silva

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-9222.2011v3n5p86

Resumo

O artigo se divide em duas partes. Na primeira, a pesquisa aborda o período de 1941 a 1954, sobre o qual se desenvolve uma análise da relação entre o processo de formação de um novo operariado vinculado à criação da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), às transformações do espaço (geográfico, social, político) no distrito de Volta Redonda, às estratégias e ações da siderúrgica relacionadas às demandas urbanas, e à constituição do sistema político local. A segunda parte trata do período pós-1964, onde veremos que a mudança no planejamento econômico estatal e na institucionalidade política, marcada pela gestão centralizadora e autoritária dos militares, se refletiu nas condições de vida dos trabalhadores e em sua formação de classe, ambas relacionadas às modificações no mercado de trabalho e no espaço urbano.

Downloads

Publicado

2022-07-04

Como Citar

SILVA, Eduardo Ângelo da; SILVA, Leonardo Ângelo da. Industrialização, urbanização e formação de classe em Volta Redonda (1945-1979): do fim do Estado Novo aos tempos da ditadura. Revista Mundos do Trabalho, Florianópolis, v. 3, n. 5, p. 86–113, 2022. DOI: 10.5007/1984-9222.2011v3n5p86. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/mundosdotrabalho/article/view/1984-9222.2011v3n5p86. Acesso em: 23 jun. 2024.