A atuação eleitoral do PCB como representação popular: um estudo de caso – as eleições de 1954 em São Paulo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-9222.2022.e87122

Palavras-chave:

eleições , Partido Comunista Brasileiro, classe operária

Resumo

O presente artigo aponta o reconhecimento, pela bibliografia especializada, do PCB como representação majoritária do eleitorado operário em seu período de legalidade no pós-guerra nas regiões mais industrializadas do país. Demonstra como essa condição se construía na prática das campanhas eleitorais, na forma de promover o alistamento de novos eleitores, de financiar as campanhas e no lançamento de candidatos operários e populares. Argumenta que, em função dessa representação do “demos”, o veto à atuação legal do PCB em 1947 e a seus candidatos por outras legendas nas eleições seguintes constituiu um dos elementos centrais da “internalização da Guerra Fria”, que restringiu o potencial democrático aberto de 1945 a 1947 a uma ordem liberal de classe.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Murilo Leal Pereira Neto, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)

Referências

ALMEIDA, Márcia Mendes de. O Sindicato dos Têxteis em São Paulo: história (1933-1957). Dissertação (Mestrado em História). FFLCH/USP, 1981.

BRANDÃO, Gildo Marçal. A esquerda positiva: as duas almas do Partido Comunista – 1920/1964. São Paulo: Hucitec, 1997.

CHILCOTE, Ronald H. Partido Comunista Brasileiro: conflito e integração. Rio de Janeiro: Graal, 1982.

COSTA, Hélio da. Em busca da memória: comissão de fábrica, partido e sindicato no pós-guerra. São Paulo: Scritta, 1995.

FALCÃO, Frederico José. Os homens do passo certo: o PCB e a esquerda revolucionária no Brasil (1942-1961). São Paulo: Sundermann, 2012.

FONTES, Paulo. Um nordeste em São Paulo: trabalhadores migrantes em São Miguel Paulista (1945-1966). Rio de Janeiro: FGV, 2008.

FRENCH, John D. O ABC dos operários: conflitos e alianças de classe em São Paulo, 1900-1950. São Paulo: Hucitec; Santo André: Prefeitura Municipal de Santo André 1995.

FRENCH, John D. Los trabajadores industriales y el nacimiento de la República Populista en Brasil (1945-1946). In: MACKINNON, María Moira; PETRONE, Mario Alberto (Comps.). Populismo y neopopulismo en América Latina: el problema de la Cenicienta. Buenos Aires: Eudeba, p. 65, 1999.

GONÇALVES, Alcindo. Lutas e sonhos: cultura política e hegemonia progressista em Santos – 1945-1962. São Paulo: Unesp; Santos: Prefeitura Municipal de Santos, 1995.

KAREPOVS, Dainis. A classe operária vai ao parlamento: o Bloco Operário e Camponês do Brasil (1924-1930). São Paulo: Alameda, 2006.

LAMOUNIER, Bolívar. Comportamento Eleitoral em São Paulo: passado e presente. In: LAMOUNIER, Bolívar; CARDOSO, Fernando Henrique (orgs.). Os partidos e as eleições no Brasil. 2ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1978.

LIPSET, Seymour Martin. O homem político. São Paulo: Urupês, 1967.

LOPES, José Sérgio Leite. A tecelagem dos conflitos de classe na cidade das chaminés. São Paulo: Marco Zero; Brasília: Editora da UnB, 1988.

PENNA, Lincoln de Abreu. A trajetória de um comunista. Rio de Janeiro: Revan, 1997, p. 109.

SILVA, Fernando Teixeira da. A carga e a culpa: os operários das Docas de Santos: direitos e cultura de solidariedade – 1937-1968. São Paulo: Hucitec; Santos: Prefeitura Municipal de Santos, 1995.

SAMPAIO, Regina. Adhemar de Barros e o PSP. São Pulo: Global, 1982.

SANTANA, Marco Aurélio. Homens partidos: comunistas e sindicatos no Brasil. São Paulo: Boitempo; Rio de Janeiro: Unirio, 2001.

SEMÁN, Ernesto. Ambassadors of the working class: Argentina’s international labor activists and Cold War democracy in the Americas. Durham: Duke University Press, 2017.

SIMÃO, Azis. O voto operário em São Paulo. Revista Brasileira de Estudos Políticos, Belo Horizonte, nº 1, p. 131-141, dez. 1956.

SOARES, Gláucio Ary Dillon. Sociedade e política no Brasil. São Paulo: Difel, s/d.

WOOD, Ellen Meiksins. Democracia contra capitalismo: a renovação do materialismo histórico. São Paulo: Boitempo, 2006.

Downloads

Publicado

2022-09-22

Como Citar

PEREIRA NETO, . L. A atuação eleitoral do PCB como representação popular: um estudo de caso – as eleições de 1954 em São Paulo: . Revista Mundos do Trabalho, Florianópolis, v. 14, p. 1–21, 2022. DOI: 10.5007/1984-9222.2022.e87122. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/mundosdotrabalho/article/view/87122. Acesso em: 2 fev. 2023.

Edição

Seção

Dossiê: O PCB e os mundos do trabalho