Disputas trabalhistas em Comarcas do Interior: Recôncavo da Bahia, 1940-1960.

Autores

  • Edinaldo Antonio Oliveira Souza Universidade do Estado da Bahia

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-9222.2009v1n1p155

Resumo

As ações trabalhistas movimentadas nas Comarcas do Interior representam uma importante janela de acesso às experiências de algumas categorias de trabalhadores que raramente figuram nos estudos que se dedicam às grandes unidades de produção e às formas convencionais de organização e mobilização classistas (sindicatos, partidos, greves). Este texto discute as formas como os trabalhadores do Recôncavo Sul da Bahia acessaram informações e se relacionaram com as idéias e realizações do projeto trabalhista; notadamente com a legislação, a justiça e o mito do “pai dos pobres”. Avalia os significados que lhes atribuíram e as condições em que acionaram. Sustenta a tese de que trabalhadores e Estado foram protagonistas de tal relação.

Biografia do Autor

Edinaldo Antonio Oliveira Souza, Universidade do Estado da Bahia

Mestre em História Social pela Universidade Federal da Bahia. Possui Pós-graduação em História pela Universidade Estadual de Feira de Santana, Bahia (1998); Graduação em História pela Universidade do Estado da Bahia (1995) e em Estudos Sociais, também pela Universidade do Estado da Bahia (1993). É Professor Auxiliar da Universidade do Estado da Bahia (desde 02/2008); foi professor substituto, também da Universidade do Estado da Bahia ( de 06/2003 a 06/2007); é professor efetivo da Secretaria da Educação do Estado da Bahia (desde 1993). Tem experiência na área de História, com ênfase em História do Brasil, História da Bahia, Teoria e Metodologia da História e História Social.

Downloads

Publicado

2009-03-19

Como Citar

SOUZA, Edinaldo Antonio Oliveira. Disputas trabalhistas em Comarcas do Interior: Recôncavo da Bahia, 1940-1960. Revista Mundos do Trabalho, Florianópolis, v. 1, n. 1, p. 155–188, 2009. DOI: 10.5007/1984-9222.2009v1n1p155. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/mundosdotrabalho/article/view/1984-9222.2009v1n1p155. Acesso em: 24 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos