A temática dos movimentos sociais urbanos no Brasil dos anos 1970/80

Autores

  • Marco Antonio Perruso Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-9222.2012v4n7p32

Palavras-chave:

movimentos sociais urbanos, intelectuais, pensamento social brasileiro

Resumo

Durante as décadas de 1970 e 1980 uma parcela significativa do campo intelectual brasileiro voltou-se privilegiadamente para a investigação dos movimentos populares, entre eles os movimentos sociais urbanos. Tal processo comportou uma grande ênfase no caráter inovador de tais movimentos, em contraste com o que seriam seus homólogos do período pré-64. A disseminação desses estudos apontava para a renovação de nossa cultura política historicamente fundada na desigualdade, agora abalada pelo reconhecimento da entrada em cena de novos atores coletivos. Diante de tal desafio analítico, o pensamento social brasileiro de então protagonizou uma inflexão fenomenológica, buscando interpretar aqueles movimentos sob a perspectiva de sua auto-construção, em detrimento da primazia de fatores estruturais que os condicionariam.

Biografia do Autor

Marco Antonio Perruso, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Professor Adjunto de Sociologia

Departamento de Ciências Sociais

Instituto de Ciências Humanas e Sociais

UFRRJ

Downloads

Publicado

2012-09-03