Comemorar, divertir, lutar. A reinvenção do cotidiano no mundo do trabalho. Camocim-CE. 1920.1970

Autores

  • Carlos Augusto Pereira Santos UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ -UVA

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-9222.2014v6n11p253

Palavras-chave:

Comemoração, Cotidiano, Cultura

Resumo

O artigo procura mostrar como os trabalhadores criam suas próprias opções de lazer a partir do universo de suas trocas culturais. Neste sentido, buscar o sentido das comemorações e celebrações nos espaços do trabalho, nas associações de classe e na rua é compreender também como isso se transforma em momentos de lazer e afirmação da identidade operária numa cidade do interior cearense. Camocim, situada no litoral oeste, é essa cidade marcada economicamente pela existência de um porto marítimo e uma ferrovia, importantes economicamente até meados do século XX, assim como por uma militância comunista atuante nesses espaços. Portuários, ferroviários, salineiros, dentre outros, são estes trabalhadores que reinventam seus cotidianos e se divertem.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Augusto Pereira Santos, UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ -UVA

Professor do Curso de História da Universidade Estadual Vale do Acaraú-UVA

Downloads

Publicado

2014-08-04

Como Citar

SANTOS, C. A. P. Comemorar, divertir, lutar. A reinvenção do cotidiano no mundo do trabalho. Camocim-CE. 1920.1970. Revista Mundos do Trabalho, Florianópolis, v. 6, n. 11, p. 253-264, 2014. DOI: 10.5007/1984-9222.2014v6n11p253. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/mundosdotrabalho/article/view/1984-9222.2014v6n11p253. Acesso em: 6 dez. 2021.