Eduardo Dias e João Louzada: dois comunistas em um bairro operário de São Paulo, 1935-1955

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-9222.2022.e87541

Palavras-chave:

comunistas, trabalho, lazer, associativismo

Resumo

O texto apresenta a atuação de dois comunistas, Eduardo Dias e João Louzada, no bairro operário da Mooca, em São Paulo, entre os anos de 1935/1955. Discute suas relações com o mundo do trabalho, a militância comunista, sua atuação nas redes de lazer e nas associações populares que emergiram na cidade naquele contexto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adriano Luiz Duarte, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

Referências

DECCA, Maria Auxiliadora Guzzo. A vida fora das fábricas: cotidiano operário em São Paulo 1920-1934. Rio de Janeiro: Paz e terra, 1987.

DUARTE, Adriano. O direito à cidade: trabalhadores e cidadãos em São Paulo, 1942/1953. São Paulo: Alameda, 2018.

PINHEIRO, Paulo Sérgio; HALL, Michael. A classe operária no Brasil: condições de vida e de trabalho, relações com os empresários e o Estado. São Paulo: Brasiliense, 1981.

RODRIGUES, André. Bandeiras negras contra camisas verdes: anarquismo e antifascismo nos jornais A Plebe e A Lanterna,1932-1935. Tempos Históricos, v. 21, n. 2, 2017.

STEIN, Stanley J. Origens e evolução da indústria têxtil no Brasil 1850/1950. Trad. Jaime Larry Benchimol. Rio de Janeiro: Campus, 1979.

Downloads

Publicado

2022-12-07

Como Citar

DUARTE, . L. Eduardo Dias e João Louzada: dois comunistas em um bairro operário de São Paulo, 1935-1955. Revista Mundos do Trabalho, Florianópolis, v. 14, p. 1–18, 2022. DOI: 10.5007/1984-9222.2022.e87541. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/mundosdotrabalho/article/view/87541. Acesso em: 2 fev. 2023.

Edição

Seção

Dossiê: O PCB e os mundos do trabalho