A aula é de matemática! E agora? A importância do conhecimento extralinguístico para uma boa construção discursiva em Libras por parte do intérprete educacional

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7968.2023.e90914

Palavras-chave:

Matemática, Surdo, Linguagem, Libras, Intérprete Educacional

Resumo

Este texto, de caráter ensaístico, busca problematizar o enunciado de que o surdo é um sujeito visual no campo da Educação Matemática, bem como a propagada necessidade do uso de recursos visuais para o ensino e aprendizagem de matemática de estudantes surdos. Também busca problematizar a ideia de que a falta de sinais específicos em Libras para conceitos matemáticos é um dos principais entraves à atuação do intérprete educacional em aulas de matemática. A partir de um deslocamento de pensamento e das experiências docentes das autoras – uma enquanto formadora de tradutores-intérpretes de Libras, outra enquanto formadora de professores de matemática – com base em uma pesquisa referencial, defende-se que o investimento em uma boa construção discursiva por parte do professor e a construção do conhecimento extralinguístico por parte do intérprete são condições fundamentais para que os processos de comunicação em salas de aula inclusivas sejam potencializados e para uma boa construção do discurso matemático em Libras.

Referências

Albres, Neiva de Aquino; Costa, Mairla Pereira Pires. “Indicadores Bibliométricos da Produção Acadêmica Internacional sobre o Intérprete Educacional de Línguas de Sinais”. Cadernos de Tradução, 41(1), p. 68-106, 2021. DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7968.2021.e85299

Ampessan, João Paulo; Guimarães, Juliana Sousa Pereira & Luchi, Marcos. Intérpretes educacionais de Libras: orientações para a prática profissional. Florianópolis: DIOESC, 2013.

Borges, Fabio Alexandre & Rossi, Eduardo Mateus Guimarães. “O Ensino de Matemática para Surdos e pesquisas brasileiras: uma revisão bibliográfica categorizada a partir de periódicos científicos”. EM TEIA – Revista de Educação Matemática e Tecnológica Iberoamericana, 10(2), p. 1-22, 2019. DOI: https://doi.org/10.36397/emteia.v10i2.240508

Bayraktar Özer, Özge. Complementarity between Linguistic and Extralinguistic Knowledge in Simultaneous Interpreting. 2017. 170 f. Dissertação (Mestrado em Tradução e Interpretação) – Department of Translation and Interpretation, Hacettepe University Graduate School of Social Sciences, Ankara, 2017. Disponível em: http://www.openaccess.hacettepe.edu.tr:8080/xmlui/bitstream/handle/11655/3796/10153000.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 6 abr. 2023.

Campello, Ana Regina e Souza. Aspectos da visualidade na educação de surdos. 2008. 245 f. Tese (Doutorado em Educação) – Centro de Ciências da Educação, Programa de Pós-graduação em Educação, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2008. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/91182. Acesso em: 6 abr. 2023.

Campello, Ana Regina e Souza. “Pedagogia visual/sinal na educação dos surdos”. In: Quadros, Ronice Muller de & Perlin, Gladis Teresinha Taschetto (Org.). Estudos surdos II. Petrópolis, RJ: Arara Azul, 2007. p. 84-126.

Carneiro, Fernando Henrique Fogaça & Wanderer, Fernanda. “‘O surdo é um sujeito visual, por isso é preciso usar materiais concretos nas aulas de matemática’: problematizações acerca da educação matemática para alunos surdos bilíngues”. Revista Educação Especial, 32(1), p. 1-23, 2019. DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1984686X34343

Carvalho, Danilo Couto Teixeira de. CALCULIBRAS: construindo um glossário de Matemática em Libras na Web. 2017. 112 f. Dissertação (Mestrado em Diversidade e Inclusão) – Instituto de Biologia, Mestrado Profissional em Diversidade e Inclusão, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2017. Disponível em: http://cmpdi.sites.uff.br/wp-content/uploads/sites/186/2018/08/Dissertação-DaniloCoutoTeixeiradeCarvalho-17.pdf. Acesso em: 6 abr. 2023.

Costa, Walber Christiano Lima da & Silveira, Marisa Rosâni Abreu da. “O Modelo Referencial da Linguagem na aprendizagem matemática de alunos surdos”. Educação Matemática Pesquisa, 22(1), p. 490-511, 2020. DOI: http://dx.doi.org/10.23925/1983-3156.2020v22i1p490-511

Faulstich, Enilde. “Da linguística histórica à terminologia”. Investigações (UFPE Impresso), Recife, 7(1), p. 71-101, 1997.

Foucault, Michel. História da sexualidade II: o uso dos prazeres. Rio de Janeiro: Graal, 2001.

Foucault, Michel. A arqueologia do saber. Rio de janeiro: Forense Universitária, 2009.

Gile, Daniel. Basic Concepts and Models for Interpreter and Translator Training. Amsterdam/Philadelphia: John Benjamins, 1995.

Gile, Daniel. “Testing the Effort Models’ Tightrope Hypothesis in Simultaneous Interpreting – A Contribution”. Hermes, 23, p. 153-172, 1999.

Gile, Daniel. “Testando a hipótese da ‘corda bamba’ do modelo dos esforços na interpretação simultânea – uma contribuição”. Tradução de Markus Johannes Weininger, Giovana Bleyer Ferreira dos Santos & Diego Maurício Barbosa. Cadernos de Tradução, 35(2), n. esp. 2, p. 590-647, 2015. DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7968.2015v35nesp2p590

Kade, Otto. “Casualidade e regularidade na tradução”. Tradução de Maurício Mendonça Cardozo. In: Cardozo, Maurício Mendonça; Heidermann, Werner & Weininger, Markus Johannes (Org.). A Escola Tradutológica de Leipzig. Frankfurt: Peter Lang, 2009. p. 119-168.

Lacerda, Cristina Broglia Feitosa de. “O intérprete de língua de sinais no contexto de uma sala de aula de alunos ouvintes: problematizando a questão”. In: Lacerda, Cristina Broglia Feitosa de & Góes, Maria Célia Rafael de (Org.). Surdez: processo educativo e subjetividade. São Paulo: Lovise, 2000. p. 51-84.

Lacerda, Cristina Broglia Feitosa de. “O intérprete educacional de língua de sinais no Ensino Fundamental: refletindo sobre limites e possibilidades”. In: Lodi, Ana Cláudia Bailieiro; Pacheco, Harrison Kathryn Marie; Campos, Sandra Regina Leite de & Teski, Ottmar (Org.). Letramento e minorias. Porto Alegre: Mediação, 2013. p. 120-128.

Lederer, Marianne. “Simultaneous Interpretation – Units of Meaning and Other Features”. In: Pöchhacker Franz & Shlesinger Miriam (Ed.). The Interpreting Studies Reader. New York: Routledge, 2002. p. 130-140.

Machado, Rosilene Beatriz. “Irene vista de dentro, outra vez. Ou, sobre um aprendizer e um ensinar-traduzir [matemática]”. REVEMAT, 17(1), p. 1-20, 2022. DOI: https://doi.org/10.5007/1981-1322.2022.e86726

Machado, Rosilene Beatriz & Oliveira, Janine Soares de. “A importância da construção discursiva por parte do professor [de matemática] para a atuação do intérprete de Libras em salas de aula inclusivas”. REVEMAT, 18(1), p. 1-28, 2023. DOI: https://doi.org/10.5007/1981-1322.2023.e93517

Machado, Rosilene Beatriz & Oliveira, Janine Soares de (Org.). Trigonometria. Coleção FOR-MA- TEMÁTICA: Matemática em Estudo. Petrópolis, RJ: Arara Azul, 2022.

Martins, Vanessa Regina de Oliveira. “Tradutor e intérprete de língua de sinais educacional: desafios da formação”. Belas Infiéis, 5(1), p. 147-163, 2016. DOI: https://doi.org/10.26512/belasinfieis.v5.n1.2016.11374

Meneghetti, Francis Kanashiro. “O que é um ensaio-teórico?”. Revista de Administração Contemporânea, 15(2), p. 320-332, 2011. DOI: https://doi.org/10.1590/S1415-65552011000200010

Nogueira, Clélia Maria Ignatius; Borges, Fábio Alexandre & Frizzarini, Sílvia Terezinha. “Os surdos e a inclusão: uma análise pela via do ensino de matemática nos anos iniciais do ensino fundamental”. In: Nogueira, Clélia Maria Ignatius (Org.). Surdez, inclusão e matemática. Curitiba: CRV, 2013, p. 163-183.

Perlin, Gladis Teresinha Taschetto. O ser e o estar sendo surdos: alteridade, diferença e identidade. 2003. 156 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Programa de Pós-graduação em Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2003. Disponível em: https://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/5880. Acesso em: 6 abr. 2023.

Perlin, Gladis Teresinha Taschetto & Miranda, Wilson. “Surdos: o Narrar e a Política”. Ponto de Vista, 5(1), p. 217-226, 2003.

Perlin, Gladis Teresinha Taschetto & Strobel, Karin. Fundamentos da educação de surdos. Florianópolis: UFSC, 2008.

Pöchhacker, Franz & Shlesinger, Miriam (Org.). The Interpreting Studies Reader. New York: Routledge, 2002.

Porto, Nádia dos Santos Gonçalves. “A atuação dos TILS no processo de construção de sinais na área de conhecimento das ciências exatas – qualificando o ensino dos surdos”. Caderno de Letras, 22(1), p. 201-220, 2014. DOI: https://doi.org/10.15210/cdl.v0i22.4565

Quadros, Ronice Muller de. “Situando as diferenças implicadas na educação de surdos: inclusão/exclusão”. Ponto de Vista, 5(1), p. 81-111, 2003.

Rangel, Gisele M. M. & Stumpf, Marianne Rossi. “A Pedagogia da Diferença para o Surdo”. In: Lodi, Ana Cláudia Balieiro; Harrinson, Kathrin Marie Pacheco & Campos, Sandra Regina Leite de (Org.). Leitura e Escrita: no contexto da diversidade. Porto Alegre: Mediação, 2004. p. 86-97.

Roy, Cynthia B. Interpreting as a Discourse Process. New York: Oxford University Press, 2000.

Santos, Lara Ferreira dos & Lacerda, Cristina Broglia Feitosa de. “Atuação do intérprete educacional: parceria com professores e autoria”. Cadernos de Tradução, 35(2), n. esp. 2, p. 505-533, 2015. DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7968.2015v35nesp2p505

Sheneman, Naomi. Does Extralinguistic Knowledge Really Matter? An Examination of the Impact of Deaf Interpreters Personal and Professional Experience on Cancer-Related Translated Texts. 2018. Tese (Doutorado em Filosofia). Department of Interpretation and Translation, Gallaudet University, Washington, 2018. Disponível em: https://www.proquest.com/openview/bd36de4615069e90be338402daff5fbb/1?pq-origsite=gscholar&cbl=18750. Acesso em: 6 abr. 2023.

Viana, Flávia Roldan & Barreto, Marcília Chagas. “A construção de conceitos matemáticos na educação de alunos surdos: o papel dos jogos na aprendizagem”. Horizontes, 29(1), p. 17-25, 2011.

Downloads

Publicado

2023-12-29

Como Citar

Oliveira, J. S. de ., & Machado, R. B. (2023). A aula é de matemática! E agora? A importância do conhecimento extralinguístico para uma boa construção discursiva em Libras por parte do intérprete educacional . Cadernos De Tradução, 43(1), 1–32. https://doi.org/10.5007/2175-7968.2023.e90914

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.