Gregorio Ronca e o Rio Amazonas: um Italiano a Serviço de um Projeto de Colonização

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7968.2022.e90672

Palavras-chave:

Gregorio Ronca, Navigazione sull’Amazzone, Rio Amazonas, Colonização, Tradução

Resumo

O texto tem por objetivo servir como paratexto à tradução do capítulo “Navigazione sull’Amazzone” [Navegação no Amazonas], que faz parte da obra Dalle Antille, alle Gujane e alla Amazzonia [Das Antilhas às Guianas e à Amazônia], de autoria do almirante italiano Gregorio Ronca (1859-1911) e publicada em Roma em 1908 em edição de 220 páginas. A obra foi escrita por ocasião da viagem de Ronca à região, iniciada em fevereiro de 1904. Primeiramente são apresentados os interesses europeus pela região amazônica e os motivos que impulsionaram a viagem; em seguida, são mostrados elementos da vida e da obra do autor, e os temas, estrutura e características da obra que se constitui o corpus deste estudo. Por fim, são apresentados alguns comentários acerca do processo tradutório do referido capítulo.

Biografia do Autor

Karine Simoni, Universidade Federal de Santa Catarina

Karla Ribeiro, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutoranda e Mestra em Estudos da Tradução pela Universidade Federal de Santa Catarina, com foco em tradução literária. Especialista em Ensino de Língua Inglesa. Graduada em Letras pela Universidade do Extremo Sul Catarinense e em Relações Internacionais pelo Centro Universitário Internacional. Atua como revisora e tradutora, também como tradutora juramentada ad-hoc. Possui experiência na área de Comunicação Social (Jornalismo). Atuante na área da língua e cultura italiana no Sul de Santa Catarina. Membro da Associação Vêneta de Santa Catarina (Urussanga) e do CODATUR (Comitato Dante Alighieri de Tubarão e Região). Presidente do Circolo Friulano di Santa Catarina. Membro da Mundo Neolatino Editora.

Referências

Berman, Antoine. A tradução e a letra ou o albergue do longínquo. 2ª ed. Trad. Andréia Guerini, Marie-Hélène Torres e Mauri Furlan. Florianópolis/ Tubarão: PGET / Copiart, 2013.

Bosi, Ecléa. Memória e sociedade. Lembranças de velhos. 7ª ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1999.

Brito, Roberta Kelly Lima de. Trabalho e imigração no Amazonas provincial. Trajetórias dos núcleos coloniais da Companhia de Navegação e Comércio do Amazonas (1854-1857). Relatório de pesquisa. Programa Institucional de Iniciação Científica, Universidade Federal do Amazonas. Orientadora: Patrícia Maria Melo Sampaio. Manaus: 2012. Disponível em: https://riu.ufam.edu.br/bitstream/prefix/2684/1/PIB_H_0071-Relat%C3%B3rio_Final__Roberta_Brito.pdf, Acesso em 22/02/2022.

Cappelli, Vittorio. Gregório Ronca e Ermanno Stradelli: oficial da marinha e antropólogo na Amazônia. Tradução Núncia Santoro de Constantino. In: Estudos Ibero-Americanos, PUCRS, v. 38, supl., nov. 2012. p. 335-346.

Cimmino, Antonio. Il Cantiere Navale di Castellammare di Stabia e le sue navi. 1861-1900. Napoli: Amministrazione Comunale di Caltellammare di Stabia, Capiteneria di Porti e Associazione Nazionale Marinai d’Italia, 2016.

De Maio, Mimma. Il navigatore scienziato Gregorio Ronca: un irpino da non dimenticare. Solofra: Accademia Solofra, 1986.

Genette, Gérard. Paratextos editoriais. Tradução de Álvaro Faleiros. São Paulo: Ateliê Editorial, 2009.

Portal Amazônia. Você sabe a profundidade do Rio Amazonas? 29/06/2021. Disponível em: https://portalamazonia.com/amazonia/voce-sabe-a-profundidade-do-rio-amazonas. Acesso em 09/03/2022.

Ronca, Gregorio. Dalle Antille alle Gujane e all'Amazzonia. 2. ed. Roma: Rivista marittima, 1908.

Santos, Roberto. História Econômica da Amazônia. São Paulo: T. A. Queiróz, 1980.

Wendling, Ivar; Zanette, Flávio (ed. técnicos). Araucária: particularidades, propagação e manejo de plantios. Brasília (DF): Embrapa, 2017. Disponível em: https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/160811/1/Araucaria.pdf. Acesso em 22/03/2022.

Downloads

Publicado

2022-11-25

Edição

Seção

Traduzindo a Amazônia II