Intertextualidade nas Traduções do Conto "O Espelho", de Machado de Assis, em Língua Inglesa

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7968.2023.e76326

Palavras-chave:

Machado de Assis, O espelho, intertextualidade, tradução para o inglês

Resumo

Este artigo, resultado de parte de uma pesquisa de mestrado, tem como objetivo descrever algumas ocorrências de intertextualidade no conto “O espelho”, de Machado de Assis. Serão analisadas cinco traduções para o inglês: a de Grossman de Caldwell (1963), a de Loria (1995), a de Gledson (2008), a de Chasteen (2013) e, finalmente, a de Costa e Patterson (2018). A partir da identificação da rede intertextual do conto, serão examinadas as escolhas dos tradutores em relação a esses elementos intertextuais nas cinco versões do conto para o inglês. Os trechos selecionados serão apresentados em tabelas. A análise dos fragmentos identificou estratégias diferentes entre as cinco traduções.

Referências

Assis, Machado de. A Chapter of Hats: Selected Stories by Machado Assis. Tradução de John Gledson. Londres: Bloomsbury, 2008.

Assis, Machado de. Papéis Avulsos. In: Assis, Machado de. Obra completa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1994. v. II.

Assis, Machado de. The Alienist and Other Stories of Nineteenth-Century Brazil. Edição, Tradução e Introdução de John Charles Chasteen. Indianapolis & Cambridge: Hackett Publishing, 2013.

Assis, Machado de. The Collected Stories of Machado de Assis. Tradução de Margareth Jull Costa & Robin Patterson. Nova York: Liveright Publishing Corporation, 2018.

Assis, Machado de. The Psychiatrist & Other Stories. Tradução de W. L. Grossman & Helen Caldwell. Berkeley: University of California Press, 1963.

Bíblia de Jerusalém. São Paulo: Paulus, 2003.

Elam, Helen Regueiro. “Intertextuality”. In: Preminger, Alex & Brogan, T.V.F. (Ed.). The New Princeton Encyclopedia of Poetry and Poetics. Nova York: MJF Books, 1993. p. 620-621.

Federici, Eleonora. “The Translator’s Intertextual Baggage”. Forum for Modern Language Studies, 43(2), p. 147-160, 2007. DOI: https://doi.org/10.1093/fmls/cqm005

Genette, Gérard. Palimpsestos: a literatura de segunda mão. Traduzido por Luciene Guimarães & Maria Antônia R. Coutinho. Ed. bilíngue. Belo Horizonte: FALE/UFMG, 2005.

Gomes, Eugênio. Machado de Assis. Rio de Janeiro: Livraria São José, 1958.

Kristeva, Julia. Introdução à semanálise. São Paulo: Perspectiva, 1974.

Lambert, José & Van Gorp, Hendrik. “On Describing Translations”. In: Hermans, Theo (Ed.). The Manipulation of Literature. Studies in Literary Translation. Londres & Sydney: Croom Helm, 1985. p. 149-163.

Machado de Assis.net: Referências na ficção machadiana. Disponível em: http://www.machadodeassis.net/hiperTx_romances/obras/papeisavulsos.html. Acesso em: 9 de ago. 2020.

Moisés, Carlos Felipe. “Apresentação”. In: Camões, Luís. Os Lusíadas. Apresentação, Seleção e Notas de Carlos Felipe Moisés. 5. ed. São Paulo: Ática, 1998.

Passos, Gilberto Pinheiro. A poética do legado: presença francesa em Memórias póstumas de Brás Cubas. São Paulo: Annablume, 1996.

Senna, Marta de. “Machado de Assis no século XXI: indexação e hipertexto”. In: Freitas, Luana F.; Torres, Marie-Hélène & Costa, Walter (Org.). Machado de Assis, Literatura e Tradução. Fortaleza: Substânsia, 2018.

Senna, Marta de. “O búfalo e o cisne: a coexistência de contrários na ficção de Machado de Assis, leitor de Shakespeare e de Dante”. In: Fantini, Marli (Org). Crônicas da antiga corte: literatura e memória em Machado de Assis. Belo Horizonte, 2008.

The Bible: Authorized King James Version with Apocrypha. Oxford: Oxford University Press, 1997.

Downloads

Publicado

2023-12-29

Como Citar

Silva, L. A. da, & Freitas, L. F. de. (2023). Intertextualidade nas Traduções do Conto "O Espelho", de Machado de Assis, em Língua Inglesa. Cadernos De Tradução, 43(1), 1–17. https://doi.org/10.5007/2175-7968.2023.e76326

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>